#Alive, novo filme sul-coreano de zumbis, chegou recentemente ao catálogo mundial da Netflix após ser lançado nos cinemas coreanos em junho de 2020. Trata-se de um thriller de pouco mais de 1h30 de duração, agregando elementos de ação e de horror para contar uma história de sobrevivência.

Confira o trailer de #Alive logo abaixo:

 

Sobre o Enredo de #Alive

Um vírus se espalha pela região metropolitana da Coreia do Sul, transformando os infectados em criaturas canibais que fazem novas vítimas por meio de mordidas — um cenário perfeito de apocalipse zumbi, embora o nome não seja utilizado.

Dois jovens adultos se veem presos dentro de seus minúsculos apartamentos em meio a todo o caos, tendo que lutar para sobreviver com a escassez de alimentos e o perigo iminente, mas principalmente contra os pensamentos negativos que afloram em sua mente nesse período solitário.

A história deixa algumas perguntas em aberto, sendo o filme mais focado na ação deste dois únicos personagens do que em trazer uma trama profunda de ficção científica. A sobrevivência é mais importante que qualquer explicação e, portanto, não faz falta, mas ainda seriam bem-vindas.

Veja Também!  Onde Assistir | Série Sneakerheads online

Elenco e Personagens

O elenco principal é formado por Yoo Ahin (Chicago Typewriter) e Park Shinhye (Memories of the Alhambra), dois dos maiores nomes da dramaturgia coreana e que também se aventuram nos cinemas. Seus personagens são, respectivamente, Oh Junu e Kim Yubin, vizinhos de janela que se conhecem durante a epidemia.

A trama começa acompanhando a rotina solitária de Juno e, quando seu drama começa a se tornar repetitivo e cansativo, o filme sabiamente apresenta Yubin, dando pistas de sua sobrevivência sem se aprofundar em detalhes, deixando o espectador conhecê-la na mesma medida em que Juno o faz.

Os personagens secundários são poucos ou com participações mínimas, resumidos a zumbis que são enfrentados pelos protagonistas ou vistos pela janela de seus apartamentos. A quantidade reduzida de personagens é interessante para focar na ação e sobrevivência deles, sem deixar que o espectador se prenda em caracteres desnecessários para o resultado final da trama.

Direção e Fotografia

Il Cho foi diretor do curta Jin (2011) e ajudou em alguns projetos de sucesso, como Assassino Profissional (2014), mas este é seu primeiro longa como diretor primário, do qual também é roteirista. Atuando nas duas principais vertentes dos bastidores de um longa, possui conhecimentos e poderes suficientes sobre a obra para trazê-la a público ao seu máximo, e o faz com perfeição.

Veja Também!  Resenha | Enola Holmes (Original Netflix)

Talvez não seja tão cativante quanto Invasão Zumbi (2016), mas ainda é uma obra bem-executada dentro de todos os clichês permitidos pela mistura drama + thriller + zumbi.  Seu diferencial é o bom uso da tecnologia: com um personagem inteirado nesse universo, é interessante vê-lo utilizar de saídas modernas para resolver seus problemas, embora nem sempre seja tão proveitoso quanto em sua cabeça.

A fotografia também atua dentro do permitido: talvez um filme com grandes enquadramentos não fosse tão interessante para uma pegada mais comercial como #Alive, mas nem por isso deixa de se arriscar principalmente nas tomas sacada-sacada, marcando a interação à distância entre os protagonistas de forma criativa. O CGI também é muito bem feito.

#Alive (Original Netflix)

Cenografia e Figurino

Para um filme de zumbis, o que se espera é um cenário de destruição e é isso que se encontra. A desordem mental dos protagonistas logo é transmitida para o ambiente em que estão, transformando um lar imaculado em um verdadeiro cenário apocalíptico. As cenas ao ar livre não são muitas, mas frequentes marcas de sangue deixam nítido o clima pouco amigável.

Veja Também!  Onde Assistir | Série Enfermeira Exorcista online

O figurino poderia passar por um processo semelhante, mas os personagens passam tanto tempo em isolamento social que mal sujam suas vestes, ao contrário de outras produções do gênero em que os personagens se arriscam mais em sair de casa e procurar por ajuda. Entretanto, fica o elogio para a maquiagem dos zumbis, coisa que a Coreia já mostrou saber fazer muito bem na série/drama Kingdom, e a dose se repete por aqui.

O filme foi lançado nos cinemas da Coreia do Sul em junho de 2020 e, em meio à pandemia de coronavírus que ainda impede a reabertura das redes cinematográficas em diversos países, como o Brasil, o longa acabou sendo mundialmente distribuído pela Netflix. Assim como os protagonistas, você pode ficar na sua casa enquanto espera o controle do vírus — e um filme com tal enredo não poderia ser lançado em melhor hora.

#Alive (Original Netflix)

Já assistiu ao longa #Alive? Conta pra gente nos comentários o que achou da produção!


Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  
 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.