Começou a maratona de produções natalinas da Netflix! Nesta terça-feira (10) chegou à plataforma de streaming a primeira temporada de Dash & Lily, produção inspirada no livro O Caderninho de Desafios de Dash & Lily, de David Levithan e Rachel Cohn, e com produção executiva de Nick Jonas.

Confira o trailer logo abaixo:

Sobre o Enredo

Lily ama o Natal, mas sua família viajou e ela não está nada a fim de passar as festividades sozinha. Sem nunca ter vivido um romance na vida, segue um conselho de seu irmão e deixa um caderninho com desafios na sua livraria preferida, ao lado de um de seus livros preferidos, acreditando que aquele que encontrá-lo e seguir os desafios será o seu amor verdadeiro.

Dash é um cara cínico que não acredita na magia do Natal, mas o pequeno Grinch está prestes a mudar de opinião quando, em um péssimo dia, encontra um caderninho vermelho com desafios literários que intrigam sua alma entediada. O que começa apenas como um jogo, entretanto, passa a ficar cada vez mais intenso a cada novo desafio. Será que o destino realmente unirá esses dois?

Resenha | Dash & Lily - 1ª Temporada (Original Netflix)

Os acontecimentos exatos divergem um pouco do material da obra original literária, mas nada que afete a experiência leitor-espectador Enquanto a maioria das adaptações parecem corridas, a série soube fazer algumas pequenas (e muito perspicazes!) alterações que deram um pouco mais de tempo para que a história pudesse se desenvolver. Sem spoilers!

Elenco e Personagens

Austin Abrams e Midori Francis são, respectivamente, Dash & Lily. A dupla não é lá muito conhecida do público, mas estão em uma constante ascensão e já participaram de projetos populares: Abrams está na série Euphoria, enquanto Francis desenvolveu um papel no filme Oito Mulheres e um Segredo. Ambos são extremamente talentosos e carismáticos em seu desempenho.

Resenha | Dash & Lily - 1ª Temporada (Original Netflix)

A produção se preocupa em trazer grande representatividade sexual e étnica à cena: Lily é descendente de japoneses, tal como sua atriz. A sua família e sua cultura são muito valorizadas na trama, e são dois de seus parentes que mais chamam a atenção no elenco secundário tanto pela perfeição de suas atuações quanto pelo caráter de seus personagens: seu avô, interpretado por James Saito, e a tia-avó Sra. Basil E, papel de Jodi Long.

Os personagens não são estereotipados, apresentando novas facetas de si e a disposição a crescerem a cada episódio, tanto os protagonistas quanto os secundários — e até mesmo os ditos antagonistas tem a chance de uma boa redenção na história, afinal, É NATAL! É tempo de olhar para dentro de si e conhecer os próprios erros, e a série acerta em cheio nisso.

Direção e Fotografia

O trio Fred Savage, Brad Silberling e Pamela Romanowsky fez um excelente trabalho na direção de Dash & Lily, trabalhando em uma perfeita harmonia que nem parece que cada um trabalhou em uma parcela dos episódios separadamente. O resultado é um conjunto incrível e bem construído, ainda que brinque com a linearidade vez ou outra — o que só deixa tudo ainda mais interessante e, garanto, nada confuso.

A produção é bem contemporânea e o olhar das câmeras captou muito bem cada detalhe, seja em planos abertos extremamente cinematográficos (que amamos!) ou em closes manuais que podem até parecer tosco, mas que dão um ar de sitcom que funcionou maravilhosamente bem.

Cenografia e Figurinos

A geografia da série é maravilhosa! Através dos desafios de Dash & Lily, o espectador viaja por Manhattan, Nova York, sem precisar sair de casa, passando pela Biblioteca e Museu Morgan e, por mais fictício que possa parecer, pela pizzaria Two Boots — que une o amor por pizzas ao amor pelo cinema. É impossível assistir ao filme e não querer visitar esse lugar pessoalmente! 

Os figurinos mostram a diversidade do povo nova iorquino, estabelecendo cada qual a sua própria personalidade por meio de sua expressividade “vestimental”, se essa palavra existisse de verdade. Lily é única, tal como suas roupas — feitas por ela mesma — e Dash pode até parecer um cara comum, mas o apego por roupas velhas transmitem o quão preso ao passado ele é. A riqueza de detalhes da série é mil, tal como a produção como um todo.

Resenha | Dash & Lily - 1ª Temporada (Original Netflix)

E você, o que achou de Dash & Lily? Conta pra gente nos comentários a sua opinião a respeito deste novo sucesso da Netflix!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.