Eden, inspirado no mangá homônimo de Tsuyoshi Isomoto, é o mais novo anime japonês a pousar na Netflix. Mas será que vale a pena conferir?

Confira o trailer abaixo:

Enredo

Ambientada em um futuro distante, conhecemos a cidade de EDEN, onde apenas robôs habitam já há muitos séculos. A chegada de uma garota humana pode ameaçar a tranquilidade do local, mas dois robôs, E92 e A37, decidem adotá-la e criá-la longe da tirania Zero, um líder do mal.

Conforme cresce, Sara começa a se perguntar o motivo dela ser a única humana neste lugar habitado apenas por robôs e, conforme se aventura por EDEN, descobre mais sobre a sua origem e seu futuro, com um destino que exigirá muita coragem dessa jovem garotinha.

Eden traz uma forte crítica sobre como os humanos destruíram o planeta com seu consumismo. No entanto, não mostra a erradicação da raça como a resposta, sendo demonstrado a todo momento como nós também somos necessários para a prosperidade da Terra.

Resenha | Eden - 1ª temporada (Original Netflix)

Personagens e Dubladores

Não acompanhamos o crescimento de Sara de forma muito íntima, mas podemos ver que a bebezinha que chegou ao EDEN cresceu e se transformou em uma linda e corajosa moça, a única capaz de salvar a raça humana da extinção.

Seus pais adotivos são os robôs A37 e E92, que a criam muito bem e também aprendem muito com ela, inclusive sobre emoções. É lindo ver dois robôs, inicialmente irracionais e inexpressivos, aprenderem a se comunicar é a demonstrar sentimentos.

Zero, como vilão, é inicialmente bastante caricato e cansativo, mas não demora muito para começarmos a prender mais sobre ele. São só quatro episódios curtos, de aproximadamente 30 minutos cada, mas que nos permitem mergulhar também no passado desse personagem interessante e mais profundo do que e imagina.

O projeto é original do Japão, mas as vozes em inglês trazem alguns nomes conhecidos do público, como Rosario Dawson e Neil Patrick Harris.

Direção e Técnicas de Animação

A principal falha de Eden está em sua animação: o projeto segue por um novo estilo de produções japonesas que mata grande parte da beleza do projeto, com traços bruscos, cores muito planas e uma falta de fluência que não funciona. Cenas dramáticas, como de choros ou corridas, acabam perdendo um pouco da emoção por suas animações grotescas.

É um traço diferente que pode agradar uma geração mais nova, mas os fãs de animes mais antigos podem sentir falta de um draminha extra na expressividade dos personagens.

Resenha | Eden - 1ª temporada (Original Netflix)

E você, o que achou de Eden? Conta pra gente nos comentários!



Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.