Elite, a mais nova série espanhola original da Netflix, que se juntou à La Casa de Papel (com alguns atores recorrentes) fez um grande sucesso entre os assinantes da plataforma.

A trama gira em torno de um misterioso assassinato, em que intercalamos entre cenas do passado, que precedem o acontecimento, e do interrogatório, em que cada um dos personagens principais é questionado sobre como tudo ocorreu até que se chegue ao possível assassino do Marina.

Muitas questões ficaram em aberto no final da primeira temporada, mas uma segunda já está a caminho, e o ator Miguel Bernardeau, que interpreta Guzmán, irmão de Marina, deu uma entrevista para a EW e falou sobre algumas questões.

Veja Também!  Eazy | Lorena Simpson fala sobre auto conhecimento em seu novo single!

Ele falou sobre sua carreira e vida em geral, mas também comentou um pouco sobre Polo, interpretado por Álvaro Rico, que parece ter uma certa necessidade de ser aprovado pelo amigo. Miguel disse que acredita que por Guzmán sempre ter sido o dominante, Polo pode ter ficado dependente de seus conselhos e se sentir na obrigação de agradá-lo, e não sabe o que fazer sem antes escutar ele. Mas que vamos ter que assistir à segunda temporada para descobrir ao certo o que acontece entre os dois.

Bernardeau também comentou sobre a relação de Nadia e Guzmán em Elite, casal que ganhou o afeto e até a obsessão de muitos fãs.

“É interessante interpretar um casal onde ambos estão tentado ser quem não são, e em que ambos ensinam um ao outro a beleza de ser apenas você mesmo. Se eu tivesse que dizer algo para Nadia eu diria ‘Você é suficiente. Você não precisa ser nada a mais, você é suficiente.’. Na segunda temporada, eu quero ver eles crescerem cada vez mais próximos e aprenderem cada vez mais um sobre o outro.

Veja Também!  Confira as novidades da semana na Netflix (18/10 - 24/10)

Foi lindo trabalhar com Mina (Nadia). Ela é muito especial e sua experiência foi muito relevante na hora de construir a sua personagem. A vida pessoal dela foi muito parecida com a de Nadia, o que nos fez trabalhar de uma forma muito próxima e orgânica à realidade. Ela me ensinou muito sobre sua cultura. Eu tenho muitos amigos que vem do mesmo lugar que ela, mas foi interessante trabalhar isso em um ponto de vista romântico.”

Ele ainda disse que precisou aprender a confrontar uma família que não aceita seus filhos e que, nós, como jovens, somos muito diferentes do que nossos pais viveram no passado.

Já assistiu Elite? Conta pra gente o que achou da série!

Veja Também!  A Voz Suprema do Blues | Último filme de Chadwick Boseman tem trailer divulgado
Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.