Jacob Christopher Lloyd, mais conhecido somente como Jake Lloyd, é um ex-ator mirim conhecido principalmente por ter interpretado o pequeno Anakin Skywalker no filme Star Wars I: A Ameaça Fantasma, lançado em 1999.

Nascido em 5 de março de 1989, Lloyd completou 31 anos recentemente, mas já não trabalha mais como ator desde o início dos anos 2000.

Sua carreira começou em 1996, quando participou dos filmes Uhook the Stars, Apollo 11 e Jingle All the Way, que lhe rendeu algum destaque como Jamie Langston, filho do personagem de Arnold Schwarzenegger.

Após estrelar o primeiro episódio da franquia prequel de Star Wars, participou de mais dois filmes: Die with Me (2001) e Madison (2005). Embora ambos tenham sido gravados no ano de 2000, quando o segundo foi lançado o astro mirim já havia se retirado do entretenimento.

Veja Também!  Ficha Técnica | AA do Amor (Original Netflix)

Neste curto período, Jake Lloyd também participou da série ER (1996) e The Pretender (1996-1999), além de emprestar sua voz para diversos jogos da franquia Star Wars.

Mas o que aconteceu com para dar um fim tão precoce em sua promissora carreira como ator?

Na época, Lloyd não disse nada, mas afirmou em 2012 que foi porque estava sofrendo bullying na escola. Ele também era duramente criticado pelos fãs de Star Wars, que até hoje não gostam da trilogia prequela e, à época, acabaram derramando seu ódio contra uma criança de dez anos de idade.

Mark Hamill, ator que interpreta o Luke Skywalker na saga, lamenta pelo pequeno Lloyd em entrevista ao Vulture: “Eu não podia acreditar em algumas das coisas que escreveram sobre as prequelas, você sabe. Quero dizer, além de ‘eu não gostei’. Ainda estou bravo com a maneira como trataram Jake Lloyd. Ele tinha apenas dez anos de idade, aquele garoto, e fez exatamente o que George queria que ele fizesse. Acredite em mim, eu entendo o diálogo desajeitado.”

Veja Também!  Resenha | Dolly Kitty e as estrelas (Original Netflix)

O trauma que o garoto sofreu foi tanto que ele destruiu todas as lembranças que tinha de Star Wars, mas os anos seguintes também foram conturbados.

Em março de 2015 a mãe do ator comentou que foi verbal e fisicamente agredida pelo filho, diagnosticado com esquizofrenia e que, na época, não estava se medicando. Em junho do mesmo ano, Jake Lloyd foi preso por direção imprudente: além de não ter carta, ele não parou no sinal vermelho e foi perseguido em alta velocidade pela polícia, resistindo à prisão. A família não pagou por sua fiança, mas alegou que tentaria se reaproximar e ajudá-lo quando o rapaz fosse solto.

Em abril de 2016, ainda preso, Lloyde foi transferido para uma unidade psiquiátrica devido a sua esquizofrenia. A notícia mais recente que se tem dele é de janeiro de 2020, quando sua família emitiu um comunicado à imprensa afirmando que está mais próxima do rapaz, e que foi oficialmente diagnosticado com esquizofrenia paranoica.

Veja Também!  Ficha Técnica | Dolly Kitty e as estrelas (Original Netflix)

Esperamos que Jake Lloyde tenha uma vida mais tranquila e receba o devido apoio de amigos e familiares. 

E você, conhecia a história do ator? Conta pra gente nos comentários!


Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  
 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.