O que você faria se uma estranha batesse a sua porta, com a justificativa de ser uma parente distante e que não tem para onde ir? É exatamente isso que acontece com os Thompson, uma família comum, do subúrbio dos Estados Unidos, que vê sua vida mudar drasticamente com a chegada de Nick, até então umacompleta desconhecida. A garota chega, sem aviso prévio, e diz ter perdido ospais em um acidente, por isso os Thompson seriam seus únicos parentes vivos. A família decide, então, acolhe-la, sem imaginar as reais intenções da menina. A verdade é que ela está lá para dar um golpe e roubar o máximo de dinheiro que conseguir, a mando dos seus pais adotivos. Mas o que nem mesmo estes sabem é que a adolescente os engana também. O pai biológico de Nick está preso e busca vingança contra a família Thompson, mas ainda não sabemos o motivo. Ele manipula a filha, para que ela consiga roubar dinheiro e tirá-lo da cadeia.

Veja Também!  Resenha | Fratura (Original Netflix)

No Good Nick tem uma premissa interessante, mas peca na execução. A direção erra na construção de cenas nada convincentes: algumas coisas que Nick faz são tão absurdas, que é realmente difícil acreditar que ela nunca é pega e que sempre acreditam nas suas desculpas. A narrativa vai bem, a série é bem conduzida e não se torna cansativa. O problema acontece nos últimos episódios, quando há uma sucessão de acontecimentos muito rápida, parecem querer correr demais. O clima de tensão com as armações de Nick é quebrado com o humor e as piadas. Isso até funciona entre a família (todos eles vão muito bem), mas o núcleo de amigas de Molly (Lauren Lindsey Donzis) é um pouco apelativo e muito chato.

Veja Também!  Dia das Crianças | 20 filmes que marcaram nossa infância

A fotografia é interessante, o colorido das roupas é realçado pelo colorido dos cenários. Tudo é muito vivo e bonito. As atuações são o ponto forte da série. Não são excelentes, mas os atores trabalham realmente muito bem. Melissa Joan Hart tem um timing muito bom para a comédia. O lado super competitivo de Liz é engraçado, assim como suas tentativas de se entender com Molly. Kalama Epstein, como Jeremy, convence como o único membro da família a não aceitar Nick. Suas tentativas de desmascara-la são hilárias. Mas o grande destaque, sem dúvida, vai para Siena Agudong (Nick). Ela consegue não só enganar os outros personagens, como também o espectador, que, algumas vezes, é pego de surpresa por suas atitudes inesperadas. Ela consegue, ao mesmo tempo, conquistar a torcida e o repúdio do público. Siena e Melissa têm uma química muito boa e é interessante observar a evolução da relação entre as personagens.

Veja Também!  Onde Assistir | Série Insatiable online

No Good Nick é uma obra interessante, mas que, provavelmente, não se destacará entre tantas outras produções parecidas. Mas é uma opção bem legal para dar umas boas risadas e passar o tempo. Além disso, você não quer saber o que vai acontecer com Nick?

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.