O livro da autora Jennifer Niven foi recentemente adaptado em um formato de longa-metragem pela plataforma de streaming Netflix e, com isso, evidenciou grandes diferenças entre as duas obras. O Entreter-se já fez resenhas sobre o livro e o filme, clique aqui e aqui para conferirem! A história mudou em vários sentidos e muitos pontos no livro que eram cruciais não foram apontados, veja!

Cuidado! Essa lista possui spoilers!

1Sobre o Finch

O mais crucial e importante que fazia uma enorme diferença no enredo e no peso que a história carregava: quem era Finch. Na obra original, o garoto é fascinado em ver e ler artigos sobre a morte, ele pesquisava todos os dias sobre, ele era alguém com inúmeros problemas como a bipolaridade que era perfeitamente mostrada, ele tinha inúmeras personalidades, sofria muito bullying e sua relação com sua família era um pouco diferente da mostrada no filme.

Houve uma enorme descaracterização de Finch quando adaptado para o longa. Ele é um personagem que além de ter todo esse histórico, era também um suicida, ele já havia tentado se matar várias vezes. No filme, isso não é mostrado, são apenas utilizados recursos para tentar mostrar que ele não está cem porcento bem, mas não deixa o espectador se situar sobre o que aquele personagem passa, fazendo com que sua morte seja muito repentina. No filme, ele parece mais um stalker de Violet do que qualquer outra coisa.

2Amanda alerta sobre Finch para Violet

Amanda é amiga de Violet. Quando ela decide participar de um grupo de apoio chamado Vida é Vida, encontra Finch lá. Acontece que o rapaz havia tentado suicídio de novo e havia ido para hospital (motivo pelo qual desapareceu sem dar explicações, colocado de forma confusa no filme). Amanda, então, conta para a amiga o que está acontecendo com Finch, que é confrontado pela namorada. Esse é o motivo da briga entre os dois adolescentes que também não teve muito sentido durante o longa.

3Finch e Violet não se conhecem na ponte

O filme já começa totalmente diferente do livro. Ambos, na obra original, se conhecem no alto da torre do colégio. Finch estava no alto, pronto para pular, refletindo se aquele era um dia bom para morrer até que Violet aparece também. Ela tenta disfarçar quando percebe que há outras pessoas os observando e passa a ser a “heroína de Finch”, já que ninguém poderia imaginar que uma garota como ela também tivesse pensamentos suicidas.

No filme é ao contrário. Ela está no parapeito da ponte, ponderando se deve pular, Finch está em sua corrida matinal e a avista. Aquela seria a ponte onde a irmã de Violet faleceu. O rumo da história muda totalmente.

4O primeiro beijo

O primeiro beijo deles não acontece de uma hora para outra como é no filme em que Finch para do nada o carro para eles se beijarem. No livro, foi feito uma espécie de gancho para que tudo seguisse de forma mais natural. Enquanto eles estão visitando aquele muro que está escrito várias vezes “antes de morrer eu quero”, Finch escreve que gostaria de beijar Violet. Já no filme, ele apenas diz que queria estar desperto e mais nada além disso ou que dá a entender um clima entre os dois.

5O amigo e o ex-namorado de Violet se tornam um só

Violet tem um ex-namorado chamado Ryan e um amigo chamado Roamer que comete bullying com Finch. No longa, existe apenas o personagem Roamer e chega a ser uma mistura de Ryan e Roamer do livro: além de ex-namorado, ele também é o que persegue Finch. Ademais, além de não haver dois personagens na história, Ryan tem um arco diferente de Roamer, ele fica amigo do casal.

6A mensagem de adeus

Na obra de Jennifer Niven, o adeus de Finch é bem mais melancólico e dramático. Durante o desenvolvimento da história, ele diz à Violet algo sobre o “O efeito gravitacional Júpiter-Plutão”, um conceito inventado por ele. Esse efeito consiste em Júpiter e Plutão ficarem perfeitamente alinhados e isso permitir com que as pessoas se sintam leves, como se estivessem flutuando. É uma metáfora de como ele se sente ao lado de sua amada, e sua última mensagem para Violet é mandada no exato horário em que o suposto alinhamento está acontecendo.

As histórias acabam ficando totalmente diferentes e com pesos distintos, querendo ou não. É compreensível que uma adaptação de um livro para um filme seja complicado, mas ainda sim é perceptível de que poderiam ter realizado um trabalho melhor ou mais semelhante. Você pode comprar o livro Por lugares incríveis na Amazon.

Fica aí a dica para poderem conferir tanto o livro, quanto o filme e compararem logo depois. Já leram ou assistiram? Comentem!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.