A Primeira Tentação de Cristo, especial de Natal do Porta dos Fundos lançado em dezembro de 2019, ainda está dando o que falar — e chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Foi noticiado pelo Estadão na última quinta-feira, 09 de janeiro, que o ministro Dias Toffoli vetou a tentativa de censura contra a produção humorística do Porta dos Fundos e da Netflix, previamente imposta pelo desembargador Benedicto Abicair.

Em sua decisão, Toffoli cita a plenitude do exercício de liberdade de expressão, tal como afirma que “uma sátira humorística tenha o condão de abalar valores da fé cristã, cuja existência retrocede há mais de dois mil anos”.

Desta forma, a STF apoia o pedido da Netflix, que havia rebatido as ordens judiciais de Abicair ao alegar direito à liberdade de expressão, de criação artística e de programação. Após dias de impasse, fica decidido pelo STF que A Primeira Tentação de Cristo não deve ser removida da Netflix.

Veja Também!  P.S. Ainda Amo Você | Assista ao trailer da continuação de Para Todos os Garotos

Na trama do especial natalino, Jesus é representado como homossexual e traz um convidado para casa em seu aniversário de 30 anos, mas é surpreendido por uma festa surpresa que sai do controle com muitas revelações sobre Cristo e sua ascendência.

A forma como a história bíblica é satirizada no filme ofendeu grupos religiosos brasileiros, dando início a uma disputa que, ao que tudo indica, deve chegar ao fim com a decisão do ministro Dias Toffoli, o mesmo que havia suspendido a apreensão de livros LGBTQ+ na Bienal do Rio, em 2019.

O que achou da decisão do STF em defesa ao Porta dos Fundos e a Netflix? Opine nos comentários!

Veja Também!  Onde Assistir | Filme A Sun online
 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.