O filme nigeriano 1976: Entre o Amor e a Revolução chega na plataforma da Netflix em agosto de 2021.

Sobre o Enredo

O filme 1976: Entre o Amor e a Revolução se passa no ano de 1976, seis anos depois do acontecimento da denominada “Guerra Civil Nigeriana”, que terminou no ano de 1970.

O roteiro do longa, escrito por Emmanuel Okomanyi, é baseado em fatos reais. A história possui dois personagens principais: Suzy (Rita Dominic) e Joseph (Ramsey Nouah).

Joseph, cujo nome completo é Joseph Dewa, é falsamente acusado por um amigo de ter sido um dos participantes do golpe militar que assolou o país no ano de 1976 e que, consequentemente, levaria ao assassinato do presidente Murtala Mohammed.

Nesse contexto, acusado de conspiração, o protagonista deve deixar Suzy, que está grávida, e procurar provar a sua inocência, em meio aos colegas militares.

Joseph procurará sobreviver a uma série de eventos, incluindo dezenas de interrogatórios. O seu objetivo é demonstrar a sua inocência antes de seu filho nascer. Será que ele vai conseguir?

Elenco e Personagens

O elenco de 1976: Entre o Amor e a Revolução é formado por atores e atrizes nigerianos e que, dessa maneira, não são tão conhecidos pelo público brasileiro.

Porém, os atores e as atrizes conseguem cumprir muito bem com os seus respectivos papeis. Dentre os personagens, se destacam Joseph e Suzy.

Joseph Dewa é um jovem militar interpretado por Ramsey Nouah. A interpretação de Nouah dá vida à um futuro pai determinado em demonstrar a sua inocência, priorizando, ao mesmo tempo, a sua família.

A interpretação de Nouah consegue, ainda, demonstrar muito bem as angústias de Dewa, principalmente a partir do momento em que esse descobre a traição.

Suzy, por sua vez, é interpretada por Rita Dominic. A personagem tem um papel fundamental no longa, contribuindo para a narração do mesmo.

Além disso, estão presentes no elenco também Bisi Ariyo, Preach Bassey, Nenye Eke, Nelly Ekwereogo e Ibinabo Fiberesima.

Direção e Fotografia

A direção de 1976: Entre o Amor e a Revolução é comandada por Izu Ojukwu. Ojukwu utiliza diferentes velocidades ao longo do filme, com o objetivo de variar também a tensão presente em cada uma das cenas.

A fotografia realiza um excelente trabalho no longa. A paleta cromática utilizada é muito variada e os tons também sofrem perceptíveis variações, que, por sua vez, acompanham a variação de cenários.

Cenografia e Figurinos

Os cenários de 1976: Entre o Amor e a Revolução são variados, bem construídos e verossímeis. Cada um dos principais cenários do longa é criado com um objetivo diferente. Alguns buscam retratar os horrores da época, outros buscam criar um ambiente familiar e outros querem, ainda, criar um ambiente de angústia, como a sala de interrogatórios.

Os figurinos se comportam como um dos maiores destaques do filme. Os uniformes dos diversos militares estão presentes em parte significativa das cenas e acompanham o desenvolvimento da trama.

E você, o que achou do filme? Conte pra gente nos comentários!


Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  
Veja Também!  Onde Assistir | Série Jaguar online


 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.