A Casa é um filme original da Netflix recentemente lançado na plataforma. Escrito por Álex e David Pastor, o longa conta com um clima de suspense e mistério. Além disso, o elenco contém os nomes de Javier Gutiérrez, Mario Casas, dentre outros.

Sobre o enredo de A Casa

O enredo do filme traz a história de Javier (Javier Gutiérrez) um publicitário que já não consegue mais se renovar e se re-inserir no mercado. Por conta disso, as contas da casa começam a fica cada vez mais pesadas e ele precisa mudar o padrão de vida da sua família, mudando-se, inclusive, para um imóvel antigo localizado em um bairro pobre.

Obcecado por dinheiro e status, ele passa a frequentar seu bairro antigo e a observar os novos moradores de seu antigo apartamento. Além disso, ele também frequenta a casa escondido por ainda possui as chaves do local. Então, ele começa a se aproximar da família que agora ali habita e passa a, aos poucos, tomá-la para si.

Álex e David Pastor trabalharam sim muito bem o roteiro, porém pecam em alguns pontos. Um deles é a falta de ritmo da narrativa, que torna ela lenta e cansativa em alguns pontos, outro é a falta de aprofundamento nas motivações individuais de cada personagem. Ainda sim, é um ótimo longa.

Elenco e personagens

Em A Casa, temos um foco muito específico no protagonista e em seu objeto de desejo: sua nova família. Mais especificamente, no homem do qual ele quer roubar esta família. Os atores são Javier Gutiérrez e Mario Casas, respectivamente. Ambos desempenham uma atuação muito boa, é possível saber, mesmo não verbalmente, o que cada um está sentindo e até pensando, mas sem perder o fator mistério. Porém, ainda há o problema comentado anteriormente, da falta de aprofundamento nos personagens.

Direção e fotografia de A Casa

A direção do filme é feita por David e Àlex Pastor. Um ponto legal de se observar é a forma como o personagem de Mario Casas e sua família são, na maioria das vezes, enquadrados de forma a parecer que estamos espionando-os. Isso serve muito bem à narrativa por trazer a ideia de que o nosso olhar é o mesmo de Javier.

Além disso, a fotografia conta com uma paleta de cores bem fria e sem graça na maioria das cenas, ajudando a torná-las desinteressantes, como a vida atual de Javier. Porém, em alguns momentos, mostra-se quente e aconchegante, como quando mostra a família de Tomás, o que mostra como aquela ideia de família ideal é reconfortante para o nosso protagonista.

Cenografia e figurinos

Por fim, um aspecto que não precisa de muita análise é a questão cenográfica como um todo, assim como os figurinos. Eles não revelam muito, nem acrescentam na trama. Ah não ser pela utilização do contraste dos elementos de figurino e cenário entre família de baixa renda e da família de alta renda.

E então, o que você achou de A Casa? Conta para a gente nos comentários!


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.