A Dança da Morte é uma série de 9 episódios que foi ao ar no ano de 2020. É baseada no livro de mesmo nome do escritor norte-americano Stephen King e a segunda adaptação da obra. Dirigida e escrita por Josh Boone com a ajuda de Stephen King e seu filho Owen King, que também entra como produtor. No elenco estão muitos nomes já famosos como James Marsden, Alexander Skarsgard, Whoopi Goldberg, Amber Heard, Ezra Miller e muitos outros. Também está no elenco o ator brasileiro Henry Zaga.

Enredo de A Dança da Morte

Em um mundo dizimado por uma super gripe, também chamada de Capitão Viajante, os poucos sobreviventes precisam escolher seu lado na batalha final entre o bem e o mal. De um lado Randall Flagg (Alexander Skarsgard), uma entidade maligna que comanda uma desolada e pecaminosa Las Vegas, ou como seus seguidores chamam, Nova Vegas. Do outro lado está Mãe Abagail (Whoopi Goldberg), uma senhora de 108 anos que se diz ser a porta-voz de Deus nesse novo mundo.

A principal diferença entre a nova série para a minissérie de 1994 está na sua abordagem narrativa. Nessa nova versão a história não é contada de forma linear, fica alternando entre passado e presente, e cada episódio tem um personagem central. Por conta dessas idas e vindas na história a construção de um mundo pós-apocalíptico fica um pouco perdida, bem como o desenvolvimento de cada personagem. Nessa falta de constância fica um pouco difícil para o telespectador se apegar aos personagens, algo que não acontece na versão de 1994.

Alguns fatos também foram mudados para a série de 2020. Enquanto na obra original e na minissérie de 1994 Mãe Abagail vive em uma fazenda no Nebraska, a série atual a coloca em um asilo no Colorado, o que perde um pouco da essência da história original.

Certas mudanças foram certeiras no entanto. Na nova versão também Nick Andros (Henry Zaga), um jovem surdo-mudo, se comunica por linguagem de sinais, enquanto no livro e na minissérie de 1994 ele sabe apenas se comunicar escrevendo. Alguns personagens também mudaram de gênero como o Juiz Harris e Ray Brentner, antes personagens masculinos, agora representados pelas atrizes Gabrielle Rose e Irene Bedard, respectivamente.

Elenco e Personagens

Tendo um elenco com grandes nomes famosos, a série não pecou na escolha de nenhum deles. Todos representaram muito bem os personagens já conhecidos. Contudo o maior destaque fica para Owen Teague, o interprete de Harold Lauder. Owen consegue passar para as telas a loucura e obsessão de Harold com uma maestria invejável. Embora todos os atores desempenharam muito bem os seus papéis, Teague realmente conseguiu levar sua atuação para um novo nível.

Destaque também para Alexander Skarsgard como Randall Flagg e Amber Heard como Nadine Cross. A química entre os dois foi perfeita.

Além disso a atriz Katherine Mcnamara traz um novo nuance para a personagem Julie Lawry e sua loucura.

Direção e Fotografia

Enquanto a minissérie de 1994 tinha algumas falhas nos efeitos especiais, embora totalmente justificáveis pelo ano de produção, essa não é uma falha que acontece na versão de 2020. A maquiagem representando os infectados pela Capitão Viajante está simplesmente perfeita, com cenas que podem enojar um telespectador mais sensível.

No entanto as escolhas que a direção tomou realmente afetaram na narrativa e principalmente no desenvolvimento dos personagens. Se não fosse pela falta de linearidade essa série poderia estar no patamar da de 1994.

Cenografia e Figurinos

Bem como a fotografia, a série retrata muito bem o novo mundo dizimado pela super gripe. A Nova York totalmente destruída, os esgotos pelo qual Larry Underwood (Jovan Adepo) usa para escapar da cidade, são perfeitamente criados.

A Nova Vegas de Randall Flagg também representa muito bem a atmosfera caótica de seu líder e seguidores. Com destaque para os figurinos usados pelos cidadãos da cidade. Todos são bem coloridos e representando a desordenada New Vegas.

No geral A Dança da Morte de 2020 peca apenas na escolha de seguir com a história em idas e vindas e infelizmente se perde por essa razão. De resto, pelas atuações e efeitos especiais, é uma ótima série para se dar uma chance.

Para entender melhor a comparação entre a A Dança da Morte de 2020 e a minissérie produzida em 1994 clique aqui.

E você, já assistiu A Dança da Morte de 2020? Se assistiu essa e sua primeira adaptação de 1994, qual das duas achou mais fiel ao livro? Escreve aqui nos comentários.


Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.