A Garota que Conquistou o Tempo, ou Toki wo Kakeru Shoujo, é uma animação de Mamoru Hosoda que foi inspirado no romance com o mesmo nome escrito em 1967 por Tsutsui Yasukata. O longa foi lançado em 2006, sua duração é de 104 minutos e classificação indicativa é livre.

Sobre o Enredo

Uma animação super divertida que nos apresenta a vida de Makoto Kono (Riisa Naka), uma garota comum que vive seus dias escolares com seus dois melhores amigos Chiaki Mamiya (Takuya Ishida) e Kousuke Tsuda (Mitsutaka Itakura).

Porém as coisas mudam quando após um acidente em um dia completamente azarado para a garota, ela descobre que consegue dar saltos temporais e voltar no tempo.

Personagens e Dublagem

Os personagens são bem alto astral e é fácil se apegar a eles, principalmente aos principais. Não se fala muito sobre a história de cada um, sendo descoberto ao decorrer do filme algumas coisas sobre eles, então o espectador se conecta com eles com o tempo através de suas atitudes no dia a dia.

A dublagem tem bastante harmonia com os personagens, principalmente por ser um filme mais expressivo onde é necessário ter bastante emoção na voz.

Riisa Naka é um ótimo exemplo disso, onde fez um ótimo trabalho como dubladora da Makoto, que é uma das personagens mais agitadas e sua voz passou bem essa emoção. Assim como Takuya Ishida e Mitsutaka Itakura fizeram um trabalho incrível em seus personagens, os deixando ainda mais divertidos.

Direção e Técnicas de Animação

Mamoru tem seu próprio estilo pessoal de animação, onde o fundo é mais realista e suave porém os personagens quando desenhados são mais exagerada e 2D. Seus traços nos personagens são bem leves e simples, o que acaba deixando eles um tanto desleixados e muito exagerados quando se expressam e se movem. 

O filme segue um ritmo leve e divertido, em alguns momentos as cenas ficam congeladas por um longo tempo dando uma impressão que travou ali e então se tem o corte para outra cena, o que pode se fazer referência aos saltos temporais da personagem nos deixando em dúvida se ela saltou ou não naquele momento.

Temática da Animação

O longa tem uma mistura incrível de comédia, romance e ficção científica que se misturam de forma sútil e podem dar um nó na cabeça do espectador, já que de início o filme não demonstra ser algo complexo.

Pouco a pouco é incluído a todo momento referências que nós notamos e vamos juntando para enfim no final do filme criar toda uma teoria sobre o seu decorrer, não deixando o filme ser apenas uma comédia e sim algo mais profundo e complicado de se refletir, principalmente por citar teorias de viagens temporais.

Se interessou por A Garota que Conquistou o Tempo? Já conhecia o filme? Deixe seu comentário!


Inscreva-se no nosso canal
 
Veja Também!  Resenha | The 100 - Os Escolhidos - Livro de Kass Morgan

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.