A Origem foi laçado em 6 de agosto de 2010. Sua direção conta com Christopher Nolan, e seu elenco conta com Leonardo DiCaprio, Joseph Gordon-Levitt, Cillian Murphy, Ellen Page, Tom Hardy, Marion Cotillard, Ken Watanabe, entre outros nomes de Hollywood.

Enredo de A Origem

O filme conta a história de Cobb (Leonardo DiCaprio), um ladrão especializado em extrair informações durante o sono. Uma vez impedido de retornar a sua família, ele recebe uma missão quase impossível: inserir um informação em um dono de um império. Para fazer essa missão, ele contará com Arthur (Joseph Gordon-Levitt), Ariadne (Ellen Page) e Eames (Tom Hardy) em sua equipe.

Um dos maiores erros nos filmes do Nolan é na hora de abrir o roteiro, (a parte do filme onde a trama é explicada), como em Interestelar, em que ele não abre o roteiro com tanta maestria como aqui. Em filmes com histórias complexas, abrir o roteiro é essencial.

Elenco e Personagens

Os personagens são extremamente bem construídos, com suas motivações, peculiaridades e funções bem definidas. Um exemplo disso é Eamens, que possui a habilidade de assumir outras formas e corpos durante o sonhos. Ariadne é uma peça extremamente importante não só para a equipe, mas sim para o roteiro.

Aqui, Ariadne é uma personagem nova, que nunca soube desse mundo, e, no caso, quando os personagens explicam o mundo para Ariadne, o diretor explica o mundo para nós. As atuações, mesmo não sendo incríveis ou inesquecíveis, servem a trama e são feitas com competência.

Nolan é um ótimo diretor quando se fala em alinhar o dinheiro com densidade em suas obras. Então, o filme possui um ritmo acelerado, como é possível ver em grande parte dos blockbusters. Entretanto, ele não deixa a complexidade de lado em suas obras.

Direção e Fotografia de A Origem

A direção feita pelo Nolan entrega um filme com ótimas reviravoltas, densidade e complexidade, e, mesmo sendo fácil de entender, é uma experiencia divertida e, ao mesmo tempo, com camadas mais profundas.

A fotografia dá bastante espaço para o vermelho, flutuando para o amarelo e, às vezes, o laranja, o que aqui não tem um significado narrativo grande, mas deixa a qualidade gráfica muito boa.

Cenografia e figurinos

A cenografia do filme é uma de suas partes mais interessantes de ser comentadas, já que nos sonos a realidade pode ser o que você quiser. A obra possui cenários que se contorcem, duplicam, tudo isso com a ajuda dos efeitos especiais. Os figurinos são extremamente simples, com roupa bastante comuns.

Já assistiu A Origem? Conta pra gente nos comentários o que achou. Confira outra resenha aqui


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.