A Viagem de Chihiro (千と千尋の神隠し, Sen to Chihiro no Kamikakushi) é o filme mais popular do Studio Ghibli. Lançado em 2001, o longa animado de fantasia e aventura foi dirigido e escrito por Hayao Miyazaki, grande cabeça do estúdio, e levou prêmios importantes como o Urso de Ouro e o Oscar de Melhor Filme de Animação.

Assista ao trailer de A Viagem de Chihiro:

Enredo

A pequena Chihiro e seus pais estão de mudança para o interior. Eles se perdem no caminho e acabam atravessando um estranho túnel que os leva a um local aparentemente abandonado, mas com comida de sobra. Enquanto os pais comem, Chihiro sai para explorar o local e acaba conhecendo Haku, um jovem que diz que ela precisa ir embora antes do anoitecer.

Entretanto, quando volta para avisar seus pais já é tarde demais: eles foram transformados em porcos e, se quiser traze-los de volta ao normal, a garota precisará encarar uma grande e perigosa aventura como funcionária de uma misteriosa casa de banhos termais para espíritos, onde nem todos gostam dela.

A mistura de fantasia e aventura funciona muito bem em A Viagem de Chihiro, com um roteiro que surpreende a cada novo elemento apresentado durante suas duas horas de duração — que, apesar de parecer muito para uma animação, passa em um piscar de olhos, tamanha a qualidade e capacidade de entretenimento da obra.

Personagens e Dublagem

Chihiro é dublada por Rumi Hiiragi, atriz conhecida por diversos doramas dos anos 2000 e que também emprestou sua voz ao filme Ponyo – Uma Amizade que Veio do Mar (2008), da Ghibli. A personagem tem aquele heroísmo e força de vontade típicos das protagonistas do estúdio, sempre mulheres jovens e fortes.

Haku, dublado por Miyu Irino, é um dos personagens que mais chamam a atenção, principalmente por seu ar misterioso, tal como Lin (Bunta Sugawara) e sua bondade encantadora. Dentre as criaturas o Sem Rosto, conhecido mesmo por quem não viu o filme, é o grande destaque. Conhecer sua personalidade no filme é um processo extremamente “desconstrutivo” para quem começa a ver o longa sem saber muito sobre o que esperar do mesmo.

A Viagem de Chihiro é um dos poucos filmes da Ghibli que haviam recebido dublagem brasileira, mas uma nova versão nacional foi feita para o lançamento exclusivo da Netflix Brasil, com nomes como Ana Helena, Dudu Drummond, Flávia Saddy e Guilherme Briggs em cena.

Direção e Técnicas de Animação

O filme é dirigido por Hayao Miyazaki, responsável pelos principais projetos do Studio Ghibli. Com obras como Meu Amigo Totoro (1988) e Princesa Mononoke (1997) no currículo, traz mais uma aventura encantadora e fantasiosa que explora a relação entre os humanos e o mundo sobrenatural sob a perspectiva infantil, mas já muito desenvolvida e sensível para os desafios propostos.

“Criei uma heroína que é uma garota comum, alguém com quem o público pode simpatizar. Não é uma história em que os personagens crescem, mas uma história em que eles se baseiam em algo que já está dentro deles, trazido pelas circunstâncias particulares. Quero que meus jovens amigos vivam assim e acho que eles também têm esse desejo”, diz o diretor e roteirista de A Viagem de Chihiro.

Os personagens surgiram primeiro à mão, mas foram traduzidos para o computador, onde o filme foi desenvolvido de fato. Diversas paisagens do Japão serviram de inspiração para construir a ambientação do filme, como o Museu Edu-Tokyo, que faz o artista se sentir nostálgico — tal como muitos de nós, que cresceram com a Ghibli, se sentem ao rever seus longas.

E se você ainda não viu essa obra de arte, aproveite: A Viagem de Chihiro está disponível na Netflix.


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.