Reuniões escolares sempre são um tema que envolve várias questões em filmes de comédia. A Volta por Cima escolheu lidar com Bullying, desilusões amorosas e ego. O original Netflix traz, portanto, um mix de temas bem comuns em longas do mesmo gênero e com a mesma temática.

A trama gira em torno de Jonathan (Jérôme Niel) e seu amigo, Pierre-Yves (Ludovik Day). Ambos foram os “sacos de pancada” de seus colegas quando mais novos. Isso porque, além de serem nerds, Jonathan também foi uma criança acima do peso. Tendo isso como base, já é possível imaginar em como ambos os garotos tiveram seus socioemocionais abalados.

Veja Também!  Ficha Técnica | Chefe de Gabinete – 2ª Temporada (Original Netflix)

Com o passar do tempo, Jonathan emagreceu e ele e seu amigo mudaram-se para Paris e conquistaram oportunidades financeiras muito boas. Por um acaso, descobrem sobre o encontro da classe, para o qual não foram chamados, e resolvem comparecer.

Lá, os dois passam a descontar todos os seus anos de sofrimento em seus antigos colegas. E, querendo mostrar queestavam por cima, envolvem-se em uma aventura bem inusitada.

Sobre a parte técnica de A Volta por Cima

Agora, falando em termos técnicos, a produção francesa não deixa nada a desejar. É uma comédia inteligente, que traz a consequência de atos como o bullying para a vida de adultos. Entretanto, não é como se fosse uma verdadeira jóia da comédia e fosse indispensável em sua lista.

Veja Também!  Resenha | Nada ao Redor (Original Netflix)

A Volta por Cima tem como diretores Rémy Four e Julien War. Não há o que reclamar do trabalho de ambos, assim como do roteiro. Apesar do desenvolvimento raso no primeiro ato do filme, o restante da história deslanchou sem problemas pela hora restante de duração.

Fotografia, cenário e figurino dispensam comentários pela simplicidade. Já o trabalho de elenco precisa ser citado. Todo o elenco principal com que se foi tratado merece elogios. Conseguiram trabalhar bem dentro dos limites do roteiro.

Contudo, apesar de ser um bom filme, o original Netflix é morno. Não é como uma comédia que lhe arrancará boas gasrgalhadas e não é completamente satisfatória de ser vista é absorvida. Mas, no fim, vale a pena.

Veja Também!  Ficha Técnica | Jeff Garlin: Our Man In Chicago (Original Netflix)

E você, o que achou do filme? Deixe sua opinião aí nos comentários!

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.