Amazing Stories é um série antológica lançada em 6 de março de 2020. A direção é assinada por Michael Dinner, Susanna Fogel, Chris Long, Mark Mylod e Sylvain White e seu elenco é composto por Robert Forster, Hailey Kilgore, Dylan O’Brien, Austin Stowell, Michelle Wilson, Kerry Bishé, Tyler Crumley, Emyri Crutchfield, Sasha Lane, Victoria Pedretti, Kyle Bornheimer, Josh Holloway, Duncan Joiner, Shane Paul McGhie, Micah Stock, entre outros nomes.

Enredo de Amazing Stories

Amazing Stories é uma releitura de uma série de mesmo nome de 1985 de Steven Spielberg. Nela, o público é transportado para mundos fantásticos na visão de diferentes cineastas de forma totalmente antológica, ou seja, um episódio é completamente diferente do outro. Portanto, não há sem nenhuma ligação entre eles (há raras exceções que possuem). E também vale ressaltar que não são pequenas partes de uma história maior, mas sim pequenas histórias com início, meio e fim.

O ritmo naturalmente se diferencia de um episódio para o outro, sendo uns muito mais acelerados e outros mais arrastados.

Elenco e Personagens

Por ser uma antologia de contos onde cada um tem mais ou menos uma hora, os roteiristas parecem ter pouco espaço para desenvolver tanto a trama, quanto os personagens. Portanto, os personagens parecem em boa parte dos episódios soltos.

Eles têm tanto as suas motivações mal desenvolvidas, quanto eles próprios. Isso porque a maioria dos contos tenta passar uma mensagem por meio dos personagens. Entretanto, eles não são bem conduzidos até essa mensagem, sendo assim, em alguns dos episódios os personagens começam de um jeito e terminam com poucas mudanças. Por fim, as atuações são de medianas para baixo, sendo a mais convincentes as do primeiro episódio “The Cellar“.

Direção e Fotografia de Amazing Stories

A direção da maior parte dos contos é bem simples e demonstra um certo amadorismo. Isso porque a câmera é movida de forma lenta e subitamente, sem nenhum motivo aparente, ela começa a se mover de forma rápida. Além disso, as transições entre as cenas são feitas de forma brusca. Por fim, a montagem é muito imprecisa com cortes extremamente bruscos e repentinos, que acontecem especialmente nas cenas de ação, que confundem bastante o público.

A fotografia normalmente varia bastante de episódio para episódio já que se trata de uma antologia. Aqui, vemos fotografias mais alegres, sombrias, esperançosas, misteriosas, etc, e cada um com um estilo bem distinto.

Cenografia e Figurinos

A direção de arte também é bem variada já que em alguns episódios temos roupas e cenários normais e comuns do nosso dia a dia. Porém há o primeiro episódio “The Cellar”, onde o protagonista viaja de volta no tempo para o início do século XX, ou o conto chamado “The Rift”, em que parte dele se passa durante a Segunda Guerra Mundial, ambas com figurinos principalmente bem distintos.

E você? O que achou da série? Conta pra gente nos comentários.

Confira nossa Ficha Técnica aqui.

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.