Você não está pronto para Apóstolo. Você pode pensar que está pronto para assistir, mas está enganado. Este brutal pedaço de horror folclórico britânico possui o tipo de carnificina louca que fará com que você veja tudo com os olhos apertados e se contorcendo onde quer que esteja sentado ou deitado.

Ah, não esqueça o cobertor, pois pode ser necessário em alguns momentos para cobrir o rosto.

O diretor Gareth Evans, mais conhecido por suas obras-primas The Raid e The Raid 2, troca combate pela carnificina no filme que estreou hoje (12) na Netflix. Ele construiu uma sensação de tensão doentia nos primeiros minutos. Isso antes de esfolar carnes e destruir corpos quando a loucura de um culto começa a se descontrolar.

Dan Stevens estrela Apóstolo como Thomas Richardson, filho de um homem muito rico que volta para casa quando descobre que sua irmã foi sequestrada por um culto misterioso e mantida como refém na remota ilha que eles chamam de lar.

Veja Também!  Resenha | The Blacklist - 1ª Temporada

Seu pai pode fazer pouco mais do que pagar o dinheiro, então Thomas decide viajar para a sociedade isolada chamada Erisden. Lá ele se infiltra no culto e foge à noite, procurando as respostas que libertarão sua irmã. .

Acontece que não vai ser tão fácil quanto pagar um valor qualquer e levá-la para casa. Os membros do culto ficam desesperados depois de uma série de más colheitas. Eles não querem apenas o dinheiro, precisam de muito mais para sobreviver. E esse desespero desencadeia uma série sangrenta de eventos que envia Thomas mais e mais para o “buraco”.

O culto apresentado em Apóstolo é uma mistura de sangue, morte e…sangue!

Quanto ao culto, eles são liderados por um trio de homens que deram as costas ao reino britânico para iniciar uma civilização própria. São livres de guerras, impostos e todos os males da sociedade. Sua terra remota é liderada por Malcolm, que afirma ser um profeta.

Veja Também!  Resenha | The Blacklist - 2ª Temporada

De fato, os primeiros momentos de Apóstolo é uma caixa de mistério incrivelmente tensa, que estabelece uma curiosidade após a outra. Por que o líder tem uma escotilha secreta e aonde isso leva? E o que há de errado com o gado, que só dá à luz criaturas mutiladas e malformadas? Cada novo tom de coisas sinistras ajuda a criar uma coceira de curiosidade.

Outra coisa interessante no filme são suas mortes. Não tem falta de criatividade. Todo personagem que morre, morre muito. Alguns, de forma extremamente sangrenta, incluindo momentos de tortura e estripação.

Os efeitos sanguinolentos são fantásticos, e eles são capturados magnificamente pelo diretor de fotografia Matt Flannery, que se mostra igualmente adepto do cenário deslumbrante e da violência horripilante.

Veja Também!  Netflix | Confira as Novidades dessa Semana (12/11 - 18/11)

Mas, como nada no mundo é perfeito, o roteiro de Apóstolo se desfaz em alguns pontos. Acaba deixando muito a desejar quando os arcos dos personagens desviam do curso.

Enquanto estamos falando de desvantagens, também é preciso abordar o fato de que há muita violência animal neste filme. E, de fato, não é fácil de assistir. Se isso é um problema para você, Apóstolo não vai te agradar. De resto, prepare-se para fazer caretas e tremer de nojo, susto e medo.

 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.