Aquarius é um filme nacional de roteiro e direção de Kleber Mendonça Filho. Disponível na Netflix e de classificação indicativa para maiores de 18 anos por possuir cenas de sexo e nudez, o filme ainda conta com um elenco de peso. O protagonismo fica com Sônia Braga, mas ainda temos Maeve Jinkings, Irandhir Santos e Humberto Carrão.

Sobre o enredo de Aquarius

Aquarius conta a história de Clara (Sônia Braga), uma jornalista aposentada que luta contra a especulação imobiliária. Mas a história vai muito além disso. A senhora mora em um apartamento localizado à beira mar, o que atraiu uma construtora interessada em transformar o edifício antigo em uma versão nova, moderna e mais cara dele mesmo. Logo, eles passam a comprar todos os apartamentos até que sobra apenas o de Clara.

E a questão do apego é explicada logo nos primeiros minutos do roteiro de Kleber, que fala sobre amor e memória. A tia de Clara, antiga proprietária do apartamento, é quem dá início à história, onde vemos sua festa de 70 anos acontecendo na sala de seu lar. Lá, podemos ver seus pensamentos indo longe durante a festa observando um certo móvel com muito afeto. É quando percebemos que ela está relembrando momentos relacionados a ele.

Para Clara não é diferente, a melancolia e apego a memórias ficou de herança junto com o apartamento. Ela retém muitas de suas lembranças naquele local e em outros objetos, como seus curiosos discos de vinil e seus livros.

O roteiro, no entanto, é um pouco arrastado e demora a prender a atenção do espectador que não está acostumado com produções de drama que quebram a homogeneidade da jornada do herói exposta em várias outras obras presentes no catálogo da Netflix. Um ponto desfavorável ao filme, que poderia ter um ritmo mais envolvente.

Elenco e personagens

Sônia Braga é, sem dúvidas, uma protagonista muito presente em Aquarius. E com isso quero dizer que quase todas as cenas têm a sua presença, mas isso é muito importante. Afinal, ela é quem carrega, mesmo que de maneira silenciosa, toda a carga emocional do drama.

Porém isso não quer dizer que outros destaques não existam. No mesmo patamar de intensidade temos cenas com Maeve que trazem, através de diálogos doídos e cheios de farpas dores muito antigas. E todo esse trabalho de elenco e criação dos personagens é o que fez a obra chegar ao seu objetivo de cativar o público.

Direção e fotografia de Aquarius

O cinema nacional carrega muito das produções européias em quesito de direção e fotografia, principalmente quando se trata de um drama. A criação da atmosfera melancólica, trazendo o enfoque da câmera em objetos específicos, ou filmando a cena de ângulos não convencionais ajuda com a construção da estética mais intensa e diferenciada. Além disso, a película é pouco saturada, trazendo um clima mais frio à obra.

Cenografia e figurinos

Por fim, temos cenografia e figurinos funcionando muito bem em retratar a época e a realidade em que a obra se encontra. Clara não é uma personagem extremamente vaidosa, com roupas e uma aparência simples quando se trata de maquiagem já em seu momento atual, como uma senhora, para demonstrar que sua preocupação está concentrada em preservar momentos que vão além da aparência superficial.

E então, o que você achou de Aquarius? Conta para a gente!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.