A 3ª temporada foi onde Arrow realmente começou a se tornar o que é hoje. Roy Harper vestiu-se como Arsenal, Thea Queen tornou-se uma lutadora fodona. Além disso, a temporada serviu como ponto de partida para a série The Flash, de Barry Allen.

Confira a ordem cronológica das séries da DC (Arrowverse)

Tem mais? Sim, tem mais. A série incorporou numerosos personagens e elementos familiares da DC, como Ra’s al Ghul e Wildcat. O resultado foi uma temporada corajosa que, embora ainda no lado mais fraco, apresentou vários dos melhores momentos que já vimos.

Embora a 3ª temporada de Arrow tenha sido vital na criação de vários pontos essenciais que levariam o enredo para o futuro, foi também a época em que o relacionamento entre Olicity foi o centro das atenções.

Veja Também!  Resenha | Edoardo Ferrario - Temi Caldi (Original Netflix)

A 3ª temporada de Arrow traz o conflito interno de Oliver

Muitos fãs se apaixonaram pela relação de flerte de Oliver e Felicity nas temporadas 1 e 2. No entanto, ela rapidamente se tornou obsoleta quando o romance se materializou. Olicity chamou a atenção dos super-heróis e eventualmente fez de Laurel uma personagem fundamentalmente menos importante.

No mundo ocupado por Oliver Queen, as coisas não são nada otimistas. E quando você realmente pensa sobre o que é que o Arrow faz a noite toda, toda noite, fica claro por que as coisas na vida pessoal de Queen não são ótimas.

Mas não é por falta de tentativa. Entre trabalhar em seu crescente relacionamento com Felicity e equilibrar seus esforços para recuperar o controle da Queen Consolidated, Oliver já está com as mãos atadas. Isso leva a dois empreendimentos promissores, mas igualmente desastrosos. Esses acontecimentos deixam todos sem saber se ele está ou não pronto para viver uma vida como Oliver Queen e o Arrow.

Veja Também!  The Umbrella Academy | O que esperar da segunda temporada?

A noção de que o herói está se perdendo voluntariamente na máscara não é necessariamente nova.  Ou, neste caso, temendo a ideia do homem sob ela.

Mas o fato de que as ações de Oliver na 3ª temporada podem ser rastreadas até tudo o que ele passou nas duas temporadas anteriores, ajuda a fazer com que sua retirada do sentimento pessoal se justifique, e legitima a questão: Se ele não é Arrow, então quem é ele?

Resenhas

 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
Veja Também!  Perdidos no Espaço | Tudo o que nós sabemos até agora sobre a segunda temporada
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.