Earn (Donald Glover), um jovem negro da cidade de Atlanta, na Georgia, descobre que seu primo Alfred (Brian Tyree Henry) lançou uma música de sucesso sob o nome artístico Paper Boy. Earn vê nisso uma oportunidade de mudança e se propõe a ser agente de Al. Daí para a frente acompanhamos a jornada dos dois primos juntamente ao hilário Darius (Lakeith Stanfield) para alavancar a carreira de Paper Boy.

A série é o que pode se chamar de “dramédia”, pois trata de temas sociais sérios como racismo, luta de classes, feminismo, entre outros. Porém, são as inserções cômicas que elevam o nível da série ao genial. Não é fácil encontrar uma obra que traga tanta bagagem de referências e estilos humorísticos como faz Donald Glover em Atlanta. Do humor sem sentido e dark, heranças britânicas, que conduzem a história magistralmente, ao humor “pastelão”, mais simples, através de piadas e de alívios cômicos, como é o caso de Darius.

Veja Também!  Onde Assistir | Filme O Monstro do Monstro de Frankenstein online

A genialidade de Atlanta está justamente na intersecção do humor com a temática densa que a circunda. Mesmo em meio a risadas, nunca nos esquecemos da seriedade das situações enfrentadas pelos personagens. E isso se dá pelos aspectos técnicos e de roteiro, todos de qualidade quase indiscutível.

A fotografia chama a atenção até dos espectadores mais “leigos”. Os planos abertos de Earn caminhando levam o espectador para dentro do subúrbio de Atlanta e tornam a cidade uma personagem central da narrativa. A direção de arte, através das roupas e locações, reforça as questões sociais da série magistralmente (o sofá no meio do gramado faz o sofá de How I met your mother parecer insignificante).

Veja Também!  Orange Is The New Black | O que esperar da temporada final?

A naturalidade das atuações chega a ser assustadora, parece que cada ator e atriz nasceu para os papéis interpretados, e todos os possuem muitos graus de complexidade. A trilha-sonora não poderia decepcionar, tendo Glover (a.k.a Childish Gambino) como criador da série. O roteiro traz o bizarro a cada episódio, instigando o espectador a pensar além do óbvio. É comum terminar um episódio com algum desconforto em relação a alguma cena, e se pegar pensando sobre ela horas ou dias depois.

Atlanta é uma ótima pedida para fãs de música, cultura pop, hip-hop, cinema, drama e comédia. A primeira temporada está disponível na Netflix. Destaque para o episódio 7 “B.A.N”, que se passa em uma entrevista com Paper Boy em uma rede de televisão.

Veja Também!  Record exibe série 'CSI: New York' nesta semana (15-18/07)

Obs: Não recomendo a prática de binge-watch (o famoso assistir em uma sentada) para a série. Há muitas camadas e muito a se digerir. Mas cada um é livre para fazer o que quiser!

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

1 COMENTÁRIO

  1. Uma palavra define essa série: maravilhosa! Eu achei incrível e me fez refletir sobre uma porção de coisas . Tenho a recomendação de outro filme que choca que é Diga o nome dela: A vida e morte de Sandra Bland. Eu estava pesquisando e encontrei esse documentário passando ontem na tv. Creio que é um dos melhores filmes HBO que vi nos últimos tempos, principalmente por ser um documentário tão bem feito. Considero que consegue o seu objetivo de nos informar e inclusive nos faz pensar sobre o tema. Vale a pena

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.