Mesmo dentro dos dramas familiares de máfia, Bad Blood é mais do que crime, corrupção e desordem. É sobre paz e governo ordenado e é sobre a dinâmica familiar.

Não admira que no filme Mensagem Para Você, o personagem de Tom Hanks sugere que as respostas para todas as perguntas da vida podem ser encontradas em O Poderoso Chefão. E neste caso, é baseado em uma história verdadeira.

Bad Blood é uma série original de seis partes estrelada por Anthony LaPaglia como o mafioso de Montreal Vito Rizzuto. Baseado no livro Negócios ou Sangue: A Última Guerra do Chefe Vito Rizzuto, por Antonio Nicaso e Peter Edwards, é um documentário-drama muito superior.

O enredo é emocionante, ricamente texturizado e focado não apenas na dinâmica violenta de uma operação de sucesso da máfia, mas em o que acontece quando um líder forte está ausente e o centro do poder se desintegra.

Veja Também!  Resenha | Criminal Minds (12ª Temporada)

É também, de uma maneira peculiar, sobre o Canadá e nossa maneira de fazer as coisas. Em sua essência, é um conto preventivo sobre filhos rebeldes da família, pais protetores, trabalho duro e a tensão de manter um grupo no mesmo caminho, seguindo o mesmo conjunto de regras.

Bad Blood traz a realidade da máfia de uma forma magnífica

A série se move rapidamente, usando flashbacks para reunir as muitas vertentes de um conto em expansão. Podemos conhecer claramente um império de negócios que teve suas ramificações em quase todos os aspectos da vida em Montreal. Há muita ação, violência e uma força propulsora, enquanto mantém, com muito tato, uma meditação sobre família, ética nos negócios e a essência do poder sutil.

Veja Também!  Resenha | Sunderland Até Morrer (Original Netflix)

Eventualmente, é claro, lida com a vingança calamitosa que Rizzuto tentou. Em seis episódios, está longe de ser um épico, mas certamente é um drama criminal de alto nível.

Os papéis femininos tendem a se fundir em torno de partes de esposa/namorada/amante. Mas isso vai acontecer em um drama masculino centrado em eventos reais. Lembre-se, Maxim Roy e Michelle Mylett aproveitam ao máximo seus papéis como as competidoras, mais velhas e mais jovens, disputando o melhor lugar na vida e no coração de Vito.

Bad Blood é muito boa e altamente recomendada. Uma visão surpreendentemente vívida de uma dinastia da máfia em nosso próprio meio.

 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
Veja Também!  Resenha | Criminal Minds (13ª Temporada)
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here