Bala Perdida é o novo thriller francês produzido pela Netflix que chega dia 19 de junho na plataforma. O filme conta uma história de suspense muito interessante e possui classificação indicativa de 16 anos. 

Sobre o Enredo 

Bala Perdida conta a história de Lino (Alban Lenoir), um verdadeiro gênio da mecânica, tanto que ninguém sabe como desenvolver e modificar carros como ele.  

Quando o mecânico é preso por um assalto fracassado, o chefe da unidade especial de polícia oferece a ele a oportunidade de evitar a prisãoele terá que ajudauma equipe de policiais a pilotar, disponibilizando todo o seu conhecimento. Aceitando o pacto, Lino começa a colaborar com os agentes, criando para eles uma força tarefa de carros muito velozes e potentes. 

Pouco tempo depois, o mecânico habilidoso é acusado de um assassinato que nunca cometeu e percebe que foi esse forjado para o prejudicar. A única maneira de provar sua inocência é encontrar uma bala presa dentro de um carro que desapareceu da cena do crime. 

Entãoele decide se tornar um fugitivo e seguir a única evidência que pode exonerá-lo, mas só tem 24 horas para provar que não é o culpado e que o verdadeiro criminoso está escondido entre os membros do corpo de polícia. 

Elenco e Personagens 

O filme apresenta em seu elenco os atores Nicolas Duvauchelle (Areski), Alban Lenoir (Lino), o protagonista, Rod Paradot (Quentin), Ramzy Bedia (Charas) e Stéfi Celma (Julia).

Estão presentes também Sébastien Lalanne (Marco), Patrick Medioni (Jacques) e Arthur Aspaturian (Kad).

Como na grande maioria dos filmes de suspense e de ação, os personagens não são construídos com grande profundidade e densidade. Porém, apesar de superficiais, os personagens, sendo muito bem interpretados pelos seus atores, oferecem um bom entretenimento. 

Direção e Fotografia 

O filme é o primeiro longa-metragem dirigido pelo diretor francês Guillaume Pierret. 

Pierret consegue criar um filme de suspense e ação que não é cansativo para o seu telespectador. O roteiro é bem escrito e consegue prender a atenção do público durante todo o percurso da trama. 

A fotografia foi utilizada de maneira correta. As lentas tomadas da câmera combinadas com efeitos especiais moderados nas cenas de ação e maior impacto são o destaque do filme.  A cromática segue diversos padrões ao longo do filme, não havendo um que predomine.  

Cenografia e Figurinos 

Os cenários não são muito elaborados, mas são corretos. Com certeza se poderia ter investido melhor nessa área. 

Mas, ainda assim, os panos de fundo das diversas cenas de ação que cortam o filme são, no mínimo, intrigantes e bem feitas. 

Já quanto aos figurinos, não se podem fazer críticas. Foram escolhidos de forma a seguir um padrão dos filmes de ação e suspense que se vê por aí. Nada excepcional e elaborado demais, mas também não são ruins. 

E você, o que achou do filme Bala Perdida? Conte pra gente! 


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.