Batwoman é a série mais nova do Arrowverse, contando com apenas uma temporada e teve seu primeiro episódio lançado em outubro de 2019. Além disso, foi mais uma das muitas séries prejudicadas pela pandemia do coronavírus, tendo sua produção parada e terminando com um débito de dois episódios para a conclusão da temporada.

Sobre o enredo de Batwoman

A trama da série nos mostra Kate Kane (Ruby Rose), prima de Bruce Wayne que assume o lugar de vigilante da cidade de Gotham após descobrir o segredo do milionário e pelo fato de ele ter abandonado a cidade. A premissa é, basicamente essa. Além disso, a introdução é bem interessante, mostrando uma Kate ainda um pouco perdida e encontrando sua identidade enquanto heroína nos primeiros episódios. Inclusive, isso é mostrado pela troca de uniformes, quando ela para de usar o do Batman e cria o seu próprio.

Heroína estabelecida, vemos o enredo evoluir, trazendo drama e ação numa medida de mistura impecável. Talvez por ser carne nova, tenha sido mais interessante e envolvente ver a série do que acompanhar os velhos da casa, como o Flash e Arqueiro Verde. Mas não posso deixar de dar os devidos créditos aos roteiristas (que são muitos). O ritmo da série é bem dinâmico e conseguimos acompanhar tudo de uma forma bem tranquila. Uma comparação boa nesse ponto é a série Gotham, que possui muitos diálogos e cenas dramáticas, o que afasta o dinamismo da mesma, criando uma certa apatia na história em alguns momentos.

Veja Também!  Resenha | No Coração do Mar (2015)

Elenco e personagens

Como em toda série do Arrowverse, não temos apenas nossa heroína principal. Aos poucos, vamos conhecendo os componentes de seu time, que irá proteger a cidade de Gotham. Aliás, vale ressaltar que são figuras que substituem algumas conhecidas na história do próprio Batman. Luke Fox (Camrus Johnson) aparece como filho de Lucius Fox e Julia Pennyworth (Christina Wolfe) como filha do mordomo Alfred.

Mas, falando sobre a protagonista em si, é carismática, forte e a atuação de Ruby Rose foi muito boa, o que agora é uma pena sabendo que ela não dará continuidade à sua trajetória no Arrowverse. Entretanto, vale mencionar que, enquanto personagem, Kate parece um pouco artificial em alguns momentos, um erro do roteiro. Isso porque ela vai de ser a combatente mega treinada e preparada logo no primeiro episódio, para uma heroína completamente perdida em outros. Talvez, fosse mais interessante trabalhar uma transição vindo da confusão e desafios no início e um preparo sendo desenvolvido ao longo da trama.

Veja Também!  Confira o Top 10 Séries de hoje na Netflix Brasil (05/08)

Direção e fotografia de Batwoman

A fotografia da série é bem escura em algumas cenas, o que sempre incomoda. Afinal, fica impossível acompanhar a trama. Mas, no geral, não trabalha muito com cores e películas, é bem simples. A direção, por sua vez, que, assim como o roteiro carrega um time, mostra-se bem pobre nas cenas de ação, com algumas coreografias bem artificiais e efeitos especiais nada suaves. Então, são dois pontos um pouco negativos da série.

Cenografia e figurinos

A cenografia foi bem trabalhada, com uma Gotham como a conhecemos, fria, perigosa e uma bagunça. Já os figurinos entregam a mesma riqueza de detalhes em seus trajes que os outros shows do Arrowverse. Logo, não há nada a comentar nesses dois pontos que não sejam elogios.

Veja Também!  Ficha Técnica | Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy x Reverendo - 1ª Temporada (Original Netflix)

E então, você assistiu à Batwoman? Conta para a gente nos comentários o que você achou! Você também pode conferir aqui o que esperar da segunda temporada da série.


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.