A primeira temporada da série alemã Biohackers foi lançada pela Netflix em Agosto de 2020. Os seis episódios misturam ficção científica e suspense. Possui classificação indicativa 16 anos.

Sobre o Enredo

A narrativa da série Biohackers gira em torno das consequências de se lidar com modificações genéticas. Até onde um cientista pode ir em nome de salvar a humanidade? E quais são os limites que não devem ser ultrapassados?

O primeiro episódio começa com uma cena inquietante de passageiros de um trem, um por um, ofegando e caindo inconscientes. É chamado um médico. Uma jovem responde o pedido.

O público pode reparar que ela usa um colar com o nome MIA e se diz estudante de medicina. Ela tenta ajudar os passageiros, mas parece não existe nada que ela possa fazer.

Em seguida, o mesmo episódio muda drasticamente o foco narrativo mostra a jovem Mia se mudando para seu novo alojamento universitário, que divide com três outros estudantes.

Mia (Luna Wedler) é caloura de medicina da Universidade de Freiburg e tem um passado doloroso, causado pelo trauma da misteriosa morte de seu irmão.

A jovem universitária mostra particular interesse pela edição de genoma, ramo da engenharia genética que trata da modificação do DNA de um organismo vivo. Logo fica claro que seu objetivo é chamar a atenção e a confiança de sua professora: a brilhante Tanja Lorenz (Jessica Schwarz).

Lorenz é apresentado como a docente estrela da escola. Em frente a uma sala de aula cheia de alunos, Lorenz prega os benefícios da biotecnologia, afirmando que ela é o futuro da humanidade.

O discurso de Lorenz termina com um flashback do passado de Mia, mostrando seu irmão sendo levado para o hospital. Há claramente uma ligação entre Lorenz e o irmão de Mia. No entanto, a série não explica, na primeira temporada, o porquê dessa conexão entre os dois.

Durante a aula, Mia conhece Jasper (Adrian Tillmann), o professor assistente. Ela o vê como um possível caminho para ter acesso a Lorenz.

Jasper, entretanto, não é o garoto com quem ela estava de mãos dadas no trem na primeira cena da série. Esse era Niklas (Thomas Prenn), que acabou por ser o companheiro de quarto de Jasper. O primeiro episódio apresenta o dilema de um triângulo amoroso entre os três.

A jovem também terá de lidar com um grande dilema: ela descobriu que alguns experimentos genéticos ilegais estão acontecendo nos laboratórios da sua própria universidade e que uma descoberta potencialmente revolucionária poderá cair nas mãos erradas. Mia deverá, então, decidir que lado seguir e até onde ela está disposta a ir para descobrir a verdade.

Elenco e Personagens

As principais protagonistas da série Biohackers são Mia e a Professora Lorenz, interpretadas, respectivamente, por Luna Wedler e Jessica Schwarz. O público poderá perceber que as duas irão enfrentar constantes desafios, em uma espécie de duelo mental.

Não é revelado na primeira temporada o que liga Lorenz ao irmão de Mia, mas se sabe que essa é uma conexão importante. A personagem da Professora Lorenz vai impressionar o público com seus discursos impressionantes sobre genética, logo já no primeiro episódio.

Há também um triângulo amoroso que envolve Mia, Jasper e Niklas. Os dois meninos são interpretados de uma forma excelente por Adrian Tillmann e Thomas Prenn.

Os cinco personagens já mencionados irão atuar de forma a criar uma atmosfera incerta e cheia de suspense que irá intrigar muito o espectador ao longo dos seis episódios da primeira temporada.

Os personagens são realmente complexos e profundos. A sua importância é igual ou maior que a da trama em si.

Direção e Fotografia

A direção é de Christian Ditter. O diretor não optou por criar uma série que envolvesse o tema de uma pandemia, como muitos puderam pensar assistindo ao trailer. Mas sim, o principal objetivo era criar uma trama que envolvesse personagens complexos e reais, em um contextos também emocionante e tão complexo quanto.

A trama é criada em torno de um suspense constante, misturado com muita ficção científica. O roteiro também contribui para essa mistura de ciência e mistério. As falas das personagens são verdadeiramente interessantes e criam uma narrativa complexa e nem um pouco cansativa.

As conversas entre Mia e Lorenz merecem um verdadeiro destaque devido a sua complexidade e a forma como foram criadas as suas falas.

A câmera realiza, dentro do âmbito da fotografia, um trabalho relativamente simples, mas completo. Ela acompanha os personagens da série, mas mantém certa distância, focando em sua totalidade.

Veja Também!  Confira as novidades da semana na Netflix (18/10 - 24/10)

A paleta cromática da série Biohackers é bem variada em relação as cores utilizadas. Isso significa que, em geral, não existem cores que predominam sobre outras. Esse aspecto é muito positivo para o público, já que, dessa forma, o aspecto visual da série não fica cansativo.

Quanto aos tons, predominam tons mais escuros das mais variadas cores e isso fica bem perceptível ao público na medida em que a narrativa avança.

Cenografia e Figurinos

O primeiro cenário com que o público tem contato é o trem, onde toda aquela cena estranha e cheia de mistérios acontece. Depois, o espectador se depara com o cenário da universidade. Mais especificamente, da Universidade de Freiburg, onde a jovem Mia estuda.

A Universidade, cenário central e necessário para o desenrolar da trama, foi bem construída. Os seus diversos ambientes, incluindo laboratórios, são reais e bem verossímeis. Eles são também muito interessantes e, por isso, contribuem para prender a atenção do público na narrativa.

Veja Também!  A Voz Suprema do Blues | Último filme de Chadwick Boseman tem trailer divulgado

Os figurinos da série são, em geral, bem simples. Os personagens se vestem como jovens de suas respectivas idades se vestiriam em um ambiente universitário (e também fora dele). Destaque para o figurino elegante da professora Lorenz.

E você, o que achou da primeira temporada de Biohackers? Conte pra gente nos comentários!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.