Na 1ª temporada, Breaking Bad apresentou-se como uma série interessante com grandes performances de estrelas renomadas. Nesta temporada, vimos Bryan Cranston transformar o programa em um dos melhores dos últimos tempos.

Breaking Bad continua sendo a mesma dicotomia de um homem que pode ser um marido e pai amoroso ao mesmo tempo em que é um criminoso horrível. Mas está ainda melhor enfatizando sobre as racionalizações que o homem faz para continuar sendo um monstro.

Com a série indo adiante, a saúde de Walt ficou melhor, mesmo quando sua alma piorou. Em alguns episódios vimos que seu tratamento experimental provou ser um grande sucesso. Mas mesmo sem a sua desculpa inicial para fabricar metanfetamina, Walt se viu incapaz de se afastar daquele mundo. Como um homem comum, ele se sente emasculado e miserável. Como um traficante de drogas, ele se sente vivo.

Veja Também!  Resenha | A Pequena Suíça (Original Netflix)

Breaking Bad deu uma guinada brilhante na 2ª temporada

Tudo o que assistimos nessa 2ª temporada é uma prova do brilhantismo de Bryan Cranston, vencedor do Emmy – tão destemido, tão tecnicamente perfeito e tão agradável. É também uma prova do crescente destemor e confiança do criador de Breaking Bad, Vince Gilligan. Assim como de sua equipe de produção, que tornou a série tão quase literalmente viciante.

Os outros personagens receberam mais profundidade para combinar com Walt. Jesse se tornou mais pungente. Hank começou a ter transtornos depois de matar um fodão das drogas em um tiroteio. Skyler voltou para o seu antigo emprego com um chefe que era seu amante, apenas para ficar longe de seu marido cada vez mais frio e calculista.

Veja Também!  Lista | 10 séries de comédia que marcaram a televisão aberta

A série também se tornou uma maravilha técnica, tão incrível de se ver à sua própria maneira. Temos que dar ênfase às belas paisagens do deserto e aos quadros perturbadores. O design de som não costuma ser um grande ponto de destaque em séries televisivas, mas a trilha sonora da vida de Walt é hipnótica.

Finalizando a 2ª temporada de Breaking Bad podemos pensar: tem como não gostar dessa série?

 

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.