Coffee & Kareem é um filme de comédia policial, dirigido por Michael Dowse e estrelado por Betty Gilpin, Ed Helms (também produtor) e Terrence Little Gardenhigh. Estreou na Netflix no dia 3 de abril e tem classificação de 16 anos.

Enredo

Coffee é um policial não muito competente, que é sempre zombado na corporação por ser muito atrapalhado e ter sido abandonado pela esposa. Agora, ele namora a mãe de um menino de 12 anos, Kareem, o qual não aprova nem um pouco esse relacionamento. Para piorar, ele volta para casa mais cedo e encontra a mãe e Coffee transando. Isso é suficiente para o garoto se enfurecer e procurar o, talvez, mais terrível gângster da cidade para dar uma lição nele. Mas as coisas se complicam quando eles testemunham o assassinato de outro policial e os bandidos começam a persegui-los.

Elenco e Personagens

O elenco é um dos pontos mais fortes do longa. Todos os atores parecem ter “abraçado” a proposta exagerada do filme e vão muito bem. James Coffee, vivido por Ed Helms, é um policial bondoso e honesto, mas muito incompetente e super atrapalhado. Ele está bem longe de ser aquele “herói” que se espera em um filme, é desacreditado o tempo inteiro, seja por seus colegas ou pelo enteado. Helms entrega um personagem exageradamente bobalhão, cômico e ingênuo.

Kareem (Terrence Little Gardenhigh) é um menino muito desbocado (uns 90% do que ele diz é palavrão), mal educado e rebelde. Terrence constrói o melhor personagem do filme, tem uma atuação simplesmente hilária e se revela um grande talento. Sua dupla com Helms é muito boa, os atores têm muita química e parecem se completar em cena. Betty Gilpin faz Watts, uma policial muito durona e inteligente. É o maior desafeto de Coffee, pois sempre está praticando bullying contra ele e incentivando os outros policiais a fazerem o mesmo. Gilpin tem um excelente timing para comédia e consegue ir do sério ao cômico com muita facilidade. É a personagem menos caricata e exagerada dos três. Vanessa Manning (Taraji P. Henson), mãe de Kareem, apesar de não aparecer muito, tem uma ótima atuação e é uma personagem muito engraçada.

Direção e Fotografia

A direção de Dowse está muito boa, principalmente nas cenas de ação. O tom cômico e exagerado do filme é muito bem trabalhado e, apesar dos seus exageros, consegue criar uma atmosfera de tensão nos momentos certos. O roteiro é clichê e não é dos melhores, mas não tira a qualidade da produção. A narrativa é bem fluida e prende o espectador do início até o fim. É um longa que não se leva a sério, e é por isso que consegue se sair tão bem. A fotografia é muito colorida, sempre em tons quentes, o que vai muito bem em um filme desse tipo.

Cenografia e Figurino

As cenas se passam, muitas vezes, nas ruas de Detroit, com muitas fugas e perseguições. Há o galpão com drogas, o esconderijo da gangue, a casa de Vanessa, a delegacia e a escola. Boa parte do filme se passa, também, no hotel onde Kareem, sua mãe e Coffee se hospedam. Os figurinos mudam pouco, já que tudo se passa em pouquíssimo tempo, e são compostos, em sua maioria, por uniformes da polícia e roupas de frio, como casacos.

Mais sobre o filme

Coffee & Kareem, apesar de ser um filme despretensioso, acerta ao abordar um tema muito importante, como o racismo. Mesmo que de forma bem rasa e um tanto cômica (afinal é um filme de comédia), foi acertado. É um longa leve, muito divertido e exageradamente engraçado. É um exagero que dá certo.


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.