Coletivo Terror é a mais nova aposta desse gênero, da Netflix. A série é norueguesa, com direção de Bård Fjulsrud, Håkon Briseid e Ida Håndlykken Kvernstrøm e tem classificação de 18 anos. Estreou em plena Sexta-feira 13 (13/03) e, até o momento desta publicação, está no top 9 de séries de hoje da plataforma.

A série tem 6 episódios e cada um conta uma história diferente.

Episódio 1

Um Grande Sacrifício: No primeiro episódio, uma família (mãe, pai, filha e um cachorrinho) precisa se mudar, por conta de problemas financeiros. A matriarca não apoia a ideia e tampouco aprova seus novos vizinhos, que parecem simpáticos até demais, o que, para ela, chega a ser esquisito.

Elenco e Personagens

Os vizinhos são personagens interessantes e intrigantes. Os atores trabalham bem e conseguem assustar. Seu jeito estranho e suspeito aumenta ainda mais o suspense e a tensão, e faz o espectador pensar que, a qualquer momento, algo ruim pode acontecer. O núcleo da família não vai tão bem, mas a mãe faz uma boa construção de personagem e consegue passar toda a ganância e loucura crescentes.

Direção e Fotografia

A direção faz um bom trabalho. A atmosfera de terror é bem trabalhada e o episódio assusta sem precisar de sustos fáceis. É um horror crescente e bem feito. A fotografia é bonita, colorida e muito clara, e isso passa a impressão de felicidade e tranquilidade, o que pode fazer o público se chocar ainda mais depois. Para quem gosta de animais, o roteiro pode não ser agradável, o que não quer dizer que seja ruim. É uma história interessante, que poderia ficar ainda melhor, se tivesse mais tempo. Não é um episódio cansativo, não só por ser curto, mas porque consegue prender o público.

Cenário e Figurino

A história se passa no campo, para onde a família principal acabou de se mudar. A fotografia é muito bonita, com muitas árvores e paisagens belíssimas. As roupas são claras (brancas, em sua maioria), o que combina bastante com a fotografia.

Episódio 2

Três Irmãos Loucos: Neste conhecemos Erik, um jovem que ficou internado em um hospital psiquiátrico, durante três anos, e que foi recentemente liberado. Seus irmãos, ao saberem da notícia, vão visitá-lo e o convidam para uma festa no chalé da família. Tudo parecia correr muito bem, até eles darem carona a uma desconhecida. As coisas começam a ficar estranhas e muito tensas, quando eles chegam ao destino.

Elenco e Personagens

Conhecemos pouco sobre os personagens, o roteiro não revela muita coisa, inclusive sobre Erik, que sabemos pouquíssimo e não é possível entender o porquê de ter sido internado. Ainda assim, o ator trabalha bem, consegue mostrar a loucura do personagem e como ele parece lutar contra isso. Seus irmãos também tem atuações interessantes. Eles parecem ser uma espécie de “gatilho” para a loucura do protagonista.

Direção e Fotografia

A atmosfera de terror é crescente e bem feita. Há sempre a sensação de que algo ruim vai acontecer. O roteiro é interessante e consegue surpreender e prender a atenção do espectador. Mas, como na maioria dos episódios, neste também parece que caberia muito mais e que, melhor desenvolvido, a história seria bem mais interessante. Parece que 25 minutos não são suficientes.

Cenário e Figurino

Como cenários temos a casa do protagonista, a estrada, o posto de gasolina e o chalé, aonde se passa a maior parte da trama. Os figurinos são roupas de frio, como casacos e jaquetas, em sua maioria.

Episódio 3

Escritor do Mal: O terceiro episódio conta um pouco sobre a vida de Olivia, uma aspirante à escritora que se inscreve em um curso de escrita criativa, sem imaginar as consequências que isso poderá trazer para ela e as pessoas ao seu redor.

Elenco e Personagens

As atuações são um pouco exageradas, mas, talvez, isso seja proposital. Olivia é uma garota muito mimada, que espera que todos façam suas vontades. Se a intenção era fazer uma personagem irritante, conseguiram. A atriz trabalha bem e consegue passar todo o medo que a garota está sentindo.

Direção e Fotografia

Ao contrário dos outros episódios, o terror não funciona tanto. Em alguns momentos, a direção consegue trabalhar bem com a tensão e o suspense, mas não consegue prender o espectador nem criar uma boa ambientação de terror. Tem os elementos para isso, e uma premissa até interessante, mas não consegue. A impressão que fica é que correram muito com a história, por causa do pouco tempo. Mas há reviravoltas interessantes, principalmente no final.

Cenário e Figurino

As cenas se passam, principalmente, no carro, na rua e na casa de Olivia. O figurino é bem colorido, contrastando com a tensão e o clima aterrorizante.

Episódio 4

Cobaias: Um empresário da indústria farmacêutica convida seus funcionários para um jantar, para comemorar a boa fase de sua empresa. Mas um possível roubo, dentro de sua casa, faz o homem perder a cabeça e colocar a integridade física e mental dos convidados e da própria esposa em risco.

Elenco e Personagens

As atuações são boas e convincentes. Os personagens não são muito trabalhados, por conta do pouco tempo de episódio (menos de 30 minutos), mas alguns são interessantes e chamam atenção. O empresário é um homem ganancioso e arrogante, que se mostra extremamente frio e cruel.

Direção e Fotografia

Há uma atmosfera de tensão e uma agonia crescentes. A forma como trabalham a crueldade e a frieza humanas é bem interessante. O roteiro não é dos melhores, mas a direção vai bem e consegue prender o espectador, com uma narrativa rápida, fluida e com um clima de tensão e suspense bem desenvolvidos.

Cenário e Figurino

Os cenários se passam, em sua maioria, na casa do empresário, em diversos cômodos e lugares diferentes. As roupas são sociais, por se tratar de um jantar formal.

Episódio 5

A Escola Antiga: o quinto episódio mostra uma professora que acaba de chegar a uma cidade pequena, para lecionar em uma escola reaberta após 40 anos. Aos poucos, ela percebe que há algo de estranho no lugar e, com a ajuda de outra mulher, tentará descobrir o que de fato aconteceu ali dentro.

Elenco e Personagens

Os atores trabalham bem e os personagens são interessantes. A educadora parece um pouco clichê, aquela típica professora de educação infantil, mas é uma personagem carismática. O antigo zelador da escola, apesar de não aparecer muito, chama bastante a atenção, por ser uma figura estranha e assustadora. As crianças são o destaque do episódio, mesmo com o pouco tempo de cena.

Direção e Fotografia

Este é o único episódio totalmente voltado para o sobrenatural, e consegue agradar. O clima de terror é crescente e bem feito, com elementos suficientes para causar medo e dar alguns sustos. O roteiro, apesar de comum, chama a atenção e é bem construído.

Cenário e Figurino

As cenas se passam, na maioria das vezes, na escola (principalmente no porão e na sala de aula) e na pensão que a protagonista se hospeda. Os figurinos são de frio, como agasalhos, e coloridos.

Episódio 6

O Elefante na Sala: O sexto episódio se passa em uma festa a fantasia de uma empresa, na qual dois novatos tentarão desvendar o mistério que cerca um terrível acidente envolvendo uma funcionária.

Elenco e Personagens

Os atores fazem um trabalho razoável, mas os personagens não são interessantes, tampouco chamam a atenção.

Direção e Fotografia

De longe, é o episódio mais fraco da série. É arrastado, apesar de curto, não consegue criar a atmosfera de suspense necessária, como os outros. Por se tratar de uma festa, a fotografia está sempre em um tom um pouco escuro. Há o uso do gore um pouco mais que nas outras histórias, talvez para chocar, mas não funciona.

Cenário e Figurino

As cenas são todas na festa, que acontece dentro da própria empresa. Então os cenários variam entre diferentes lugares da casa. A festa é a fantasia, por isso todos estão vestidos de animais.

Sobre a série

Coletivo Terror é bem interessante, tem elementos de terror que são bem construídos e funcionam. Não é uma produção que abusa de jumpscares (quase não há, na verdade), o que é muito bom. As histórias, apesar de algumas serem um pouco clichês, são interessantes e bem feitas. Conseguem prender quem assiste. A abertura é muito bem feita e é um dos pontos positivos da série. Tem todos os elementos necessários para criar um clima assustador.

E você? Já assistiu? Conte pra gente o que achou!!


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.