Um novo documentário da Netflix se mostra bastante redundante. Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy tenta encontrar uma nova ressonância 30 anos após sua execução.

A plataforma de streaming lançou o documentário dividido em 4 partes e adaptado do livro “Conversations With a Killer”. Os episódios giram em torno de extensas conversas na linha da morte entre Bundy e o jornalista Stephen G. Michaud. Nesta conversa, Bundy alterna entre narcisismo extremo e uma história revisionista de sua vida, falando em terceira pessoa para explicar suas compulsões.

O diretor Joe Berlinger corta entre áudio, imagens de arquivo, artigos de jornal e entrevistas atuais, usando um efeito de rebobinamento e avanço rápido entre anos.

Michaud diz que ele rapidamente percebeu que Bundy não iria abordar seus crimes horríveis. Com isso, ele focou na história de psicologia do assassino condenado e o fez falar como um “perito”, em terceira pessoa, do “indivíduo” que fez os crimes.

Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy traz um assassino narcisista, somente

A dissociação é arrepiante – às vezes a voz de Bundy soa como a de duas pessoas diferentes, mas ele faz uma admissão crucial no início de Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy. Ao discutir seus anos do ensino médio e por que ele não namorou, o serial killer explica que não era porque ele era tímido ou não entendia as mulheres; ele simplesmente não sabia “o que fazer com elas”.

Prestes a morrer, Bundy acabou admitindo ter matado muitas mulheres em cerca de cinco estados no espaço de cinco anos. Mas mesmo assim ele tratou mais como uma história a ser vendida do que uma admissão de culpa ou arrependimento.

As fitas são uma adição interessante a Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy, mas não há muita “conversa” real. Michaud principalmente escuta como Bundy descarrega seu ego, talvez como se aquilo fosse apenas mais um “show” para ele.

Em apenas quatro episódios,  Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy tem uma execução rápida, mas é cansativa. A empatia está faltando no DNA de Bundy, então há muito de sua arrogância que você pode consumir.

Se você está procurando o definitivo “Por que?” em relação a Bundy aqui, você ficará desapontado. Mas, como muitos outros documentários sobre crimes reais têm ilustrado, muitas vezes não há um.

 

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.