Uma vez que o drama policial (ou seria suspense policial? Talvez suspense criminal?) Criminal Minds, entrou em sua 14ª temporada, depois de várias tentativas de acertos, não dá mais para ter esperanças.

A estreia envolveu os eventos do final do cliffhanger, que fez Garcia ser refém. Isso enquanto Reid foi incumbido de um pedido impossível. Claro, foi uma chantagem emocional por parte da redação e da produção. Eles, indiscutivelmente, colocaram os dois personagens mais queridos pelos fãs em risco, em vez de, digamos, Lewis, no coração do suspense.

Confira Resenha | Criminal Minds (13ª Temporada)

Bom, mas teve um lado bacana disso tudo. Diante de tal situação, a equipe parece que estreitou mais os laços. Talvez eles sempre estivessem estreitos, mas diante de um risco iminente acabou aflorando.

Veja Também!  Resenha | Nada ao Redor (Original Netflix)

Isso teve um impacto emocional diferente não só dos personagens, como dos fãs da série. Apenas assistir JJ (AJ Cook) desabar no banheiro e ser consolada por Prentiss (Paget Brewster) foi o suficiente para fazer valer o tempo em que passamos assistindo.

A 14ª temporada de Criminal Minds teve alguns elementos que a salvaram do caos total

No geral, alguns elementos das histórias de fundo dos episódios foram bem explorados, mas as questões de continuidade perduram como tantas vezes acontecem. Devemos concentrar, em vez disso, na atuação – e na ação – para realmente aproveitar essa temporada, mesmo que isso quebre nossos corações.

Se colocarmos na balança, essa temporada de Criminal Minds não foi de todo ruim. E parte disso se deve a Matthew Gray Gubler que, atrás da câmera, fez um ótimo trabalho. Ele traz alguns dos episódios mais esteticamente agradáveis. As histórias ganharam intrigantes ângulos de câmera e um pouco mais de emoção.

Veja Também!  Confira agora 5 séries curtas para você maratonar neste fim de semana!

Realmente, como era de se esperar, não tivemos outra temporada disponível para nos matar de raiva. E convenhamos… Poucos programas conseguem se manter no ar por tanto tempo e não decair.

Criminal Minds já não havia começado com um “boom” de sucesso, então, é de se admirar que tenha durado tanto.

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.