É fato dizer que a 2ª temporada de Criminal Minds tem algo que fascina, talvez muito mais que a segunda.

A história continua centrada na Unidade de Análise Comportamental do FBI. A cada episódio é trabalho dos agentes entrar nas cabeças dos criminosos ​​e detê-los antes que ataquem de novo.

CONFIRA Resenha | Criminal Minds (3ª Temporada)

Essa série está se mostrando realmente sombria, e é isso mesmo que gostamos em programas com cunho criminal. Talvez por terem lançado Criminal Minds em meio à tantas séries parecidas, os produtores e redatores foram forçados a ser um pouco criativos com a apresentação.

CONFIRA Resenha | Criminal Minds (1ª Temporada)

Veja Também!  Resenha | A Lenda de Tarzan (2016)

A 2ª temporada eleva os limites e o drama, concentrando-se frequentemente nas vidas pessoais e questões da equipe. Concentra-se também mais um pouco em como as personalidades dessas pessoas se chocam e se encaixam em seu trabalho. Eles estão mais próximos dos malucos que estão dedicados a rastrear do que admitem? Este parece ser o tema subjacente que notamos ao longo dos episódios.

O talento de Gibson continua no topo. Não tem como não admirar seu trabalho, uma vez que interpretar o chefe sem humor não é uma tarefa fácil. Mas nunca se tem a impressão de que Gibson esteja desconfortável, permitindo que suas co-estrelas tenham as histórias mais bem elaboradas. Com sorte, Gibson receberá mais ascensão na terceira temporada. Não só ele pode lidar com isso, mas ele merece isso.

Veja Também!  Resenha | Blame! (Original Netflix)

Criminal Minds continua com alguns pontos falhos, mas sua 2ª temporada está muito melhor

Os casos geralmente parecem ter sido resolvidos muito rapidamente, o que pode levar a essa familiar sensação de “TV”. Por outro lado, Criminal Minds não parece estar sendo projetada para oferecer casos multifacetados, e sim, para servir explorações mais profundas dos personagens principais.

Os produtores e escritores merecem grandes elogios por desenvolver uma estratégia para manter o programa no ar sem deixa-lo pior do que começou. A 2ª temporada de Criminal Minds define um padrão mais alto para esse tipo de série criminal. É um drama psicológico convincente que oferece histórias em sua maior parte independentes, ao mesmo tempo que infunde os arcos dos personagens ao longo do caminho para telespectadores fiéis.

Veja Também!  Resenha | Blame! (Original Netflix)

 

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.