Crush à Altura é um filme de comédia romântica teen original da Netflix, dirigido por Nzingha Stewart. Com duração de 102 minutos, a produção que estreou em 13 de setembro de 2019 traz como protagonista a dançarina, modelo e agora atriz Ava Michelle. Destaque também para a atuação de Sabrina Carpenter.

Sobre o Filme

Jodi é uma garota de 16 anos que luta para se adaptar ao Ensino Médio. Apesar de ser uma menina bonita, sofre constantemente com zoações devido ao seu tamanho. Com a altura de 1.85m e usando sapatos tamanho 46, ela é alvo de piadas como: “Está frio aí em cima?”, que acabam mexendo com o seu emocional, resultando em não aceitação.

A garota tem dois bons amigos, Fareeda (uma garota super estilosa que incentiva sua amiga a aceitar que não existe problema nenhum em ser alta) e Jack (um garoto gentil que não esconde sua paixão pela amiga). Incomodada pelo fato de que a maioria dos garotos são menores que ela, espera o dia que conhecerá um rapaz lindo, engraçado e mais alto que ela.

Como em um passe de mágica, seu sonho se torna realidade. Chega ao colégio o aluno de intercâmbio Stig, um rapaz que logo conquista os olhares de todas as garotas, incluindo Jodi e Kimmy (uma garota que desde a infância faz de tudo para deixar Jodi mal).

Stig vai morar na casa de Jack, e em pouco tempo vê seu coração dividido entre Kimmy e Jodi, confundindo ainda mais a garota. Porém, ele acaba namorando a garota popular. A fim de chamar a atenção dele, Jodi pede ajuda a sua irmã Harper, uma aspirante a miss que sofre com alergia e luta para não engordar. Após mudar um pouco seu estilo, ela acredita que será capaz de ficar com o rapaz.

Veja Também!  Onde Assistir | Série Legends of Tomorrow online

Após sofrer por um amor não correspondido/correspondido, ela precisa aprender que existem pessoas mais importantes na vida dela, além de descobrir que para o amor, não existe um padrão perfeito.

 

Sobre a Temática

A Netflix lança mais uma vez um filme que fala sobre a dificuldade do adolescente em se aceitar como é. Há alguns meses atrás, o filme Dumplindebateu a temática da menina acima do peso que passa por uma jornada de aceitação, além de explorar os concursos de miss americanos. Em Crush à Altura, a protagonista também passa pelo desafio da maioria dos adolescentes em se sentir bem em relação ao corpo.

A estrutura do filme não é nenhuma novidade para quem gosta de filmes adolescentes. Uma adolescente se apaixona por um garoto popular e precisa lutar por ele rivalizando com a garota popular e má do colégio. É claro que também existe o garoto apaixonado pela protagonista, fato que ela insiste em não enxergar. Já diria Marília Mendonça, “Quem eu quero, não me quer, quem me quer, não vou querer. Ninguém vai sofrer sozinho, todo mundo vai sofrer”.

Por mais que o filme não se aprofunde tanto na vida dos personagens, podemos identificar vários esteriótipos: a protagonista que busca o amor da sua vida, a antagonista que faz de tudo para prejudicar a rival e o bonitão que é disputado. Porém, algumas coisas bem interessantes podem ser destacadas: a aspirante a miss que apesar de linda e maravilhosa não se envaidece com isso, além de precisar lidar com crises de alergia e o garoto que apesar de lindo e popular em sua nova escola, era considerado feio e nerd em seu país.

Veja Também!  Onde Assistir | Série Supergirl online

Enfim, como geralmente acontece, muitas questões são resolvidas no baile colegial. A protagonista percebe a importância de se amar da maneira que é e dá uma lição de moral nos seus colegas que tanto a magoaram.

Precisamos falar sobre Bullying

Antes mesmo de estrear, o filme foi alvo de inúmeras críticas. Não vamos discorrer sobre a polêmica, apenas expor uma visão a respeito deste problema que atinge crianças, jovens e adultos, podendo até mesmo causar depressão e acabar com a estima de uma pessoa.

Uma coisa que devemos concordar é que filmes como este sempre jogam na nossa cara que devemos nos aceitar como somos. Dito isto, é preciso entender que independente das “brincadeirinhas” que façam, se ela faz com que uma pessoa se sinta mal, é bullying e isto pode prejudicar a estima de uma pessoa, a ponto de desenvolver problemas como depressão, síndrome do pânico, bulimia, anorexia, entre outros, que podem acompanhar a vítima por muitos anos. Seja por causa da altura, peso, cor, orientação sexual ou qualquer outro motivo, o ato de depreciar uma pessoa é errado, prejudicial e deve ser combatido.

Sobre o Elenco

Debutando como atriz, a jovem dançarina e modelo Ava Michelle faz uma boa estreia e consegue desempenhar um bom papel, apesar de não ser tão carismática como outros atores, o que pode ser explicado pela inexperiência na carreira. Um bom exemplo de carisma está na atuação de Sabrina Carpenter (Garota Conhece o Mundo), que traz umas tiradas interessantes e é um bom apoio para Ava.

Veja Também!  Malévola: Dona do Mal | O que o filme pode abordar?

Griffin Gluck (Red Band Society) tem bastante carisma ao interpretar o fofo Jack, que com certeza, apesar de algumas atitudes, é meu personagem preferido. Anjelika Washington esbanja atitude com sua personagem forte. Luke Eisner apesar da boa atuação, em momento nenhum conseguiu conquistar a minha simpatia, mas como dito, teve um bom desempenho.

Também fizeram parte do elenco os atores: Paris Berelc (Mega Med), Angela Kinsey (The Office), Steve Zahn (Planeta dos Macacos: A Guerra), Rico Paris (The Resident) e Clara Wilsey (Ballers).

Cenografia, Fotografia e Figurino

Com direção de Nzingha Stewart e roteiro de Sam Wolfson, o filme traz um cenário americano que mostra a realidade das famílias de classe média-alta dos Estados Unidos. A escola em que os alunos estudam é moderna e apresenta as mesmas características que já estamos acostumados: corredores largos, armários para os alunos colocarem seus materiais, salas bem estruturadas e refeitórios enormes e cheios de mesas. As casas seguem o conhecido também, bonitas, grandes e com dois andares.

A fotografia é limpa e bem iluminada, enquanto o figurino varia entre as roupas normais usadas pelos personagens, destaque para o visual de Fareeda, que é um arraso. Também são mostrados diversos vestidos lindos utilizados por Harper ao se preparar para o concurso de miss. Ao final, no baile, as roupas habituais que vemos os jovens usarem na ocasião, destacando somente o terno azul usado pela protagonista.

Já assistiu Crush à Altura? Conta pra gente o que achou!

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.