Quase dois anos após sua estreia, Deadwind retorna com a 2ª temporada à Netflix. A série dramática traz Sofia Karppi em mais um caso complexo que mistura política e criminalidade. Você também pode conferir a resenha da 1ª temporada aqui.

Enredo

A produção finlandesa continua com os mesmos protagonistas de sua primeira temporada, e insere dramas similares aos da 1ª temporada, principalmente na vida pessoal de Sofia e nas características do novo caso. Portanto Deadwind não apresenta muita novidade, mas pelo menos sua qualidade não caiu de uma temporada a outra.

O andamento da série permanece um pouco melancólico, o que é sustentando tanto pelos traços técnicos quanto pela personalidade da protagonista. Deadwind pertence a um gênero muito amplo que é o da investigação criminal, mas possui uma autenticidade que fica mais explícita visualmente do que em relação ao conteúdo.

Veja Também!  No Coração do Mar é o filme Top 1 na Netflix hoje! (03/08)

O roteiro tem muitos elementos que, isolados, já são batidos para o público de dramas policiais, mas a combinação deles e a estética da série a diferenciam de outras produções. Isso não coloca Deadwind numa posição de série inovadora com reviravoltas mirabolantes, mas também não permitem que se torne enjoativa por ter elementos que já perderam a graça.

Elenco e Personagens

Sofia Karppi, interpretada por Pihla Viitala, permanece no centro de Deadwind, e mais uma vez sua personagem é explorada em duas direções: profissional e pessoal. Os desafios no trabalho agora se misturam à motivações emocionais, e além disso ela segue enfrentando dificuldades em casa. É interessante acompanhar sua luta em manter-se no controle da situação em mais uma temporada de Deadwind.

Veja Também!  No Coração do Mar é o filme Top 1 na Netflix hoje! (02/08)

Lauri Tilkanen, por sua vez, continua no papel de Sakari Nurmi, parceiro de Karppi. A dinâmica entre os dois se desenvolve mais, e ele mesmo se defronta com novas questões emocionais do passado e também toma atitudes importantes sobre seus sentimentos.

Direção e Fotografia

Assim como a 1ª, a atual temporada de Deadwind tem como diretor Rike Jokela, criador da série ao lado de Jari Olavi Rantala e Kirsi Porkka. A fotografia, assim como demais aspectos da série, permanece semelhante à 1ª temporada e de forma positiva. As cenas em Deadwind são muito agradáveis esteticamente e de caráter estável ao longo da temporada, por isso a história se desenvolve padronizadamente.

Cenografia e Figurinos

Os cenários em Deadwind são gélidos tanto de forma literal, devido a temperatura do país, quanto de uma maneira figurada, pois o clima frio e nublado também confere um aspecto pouco amistoso à história. Assim também pode-se olhar para os figurinos, que fazem uso frequente, para não dizer contínuo, de tons frios, cores escuras, e muitos agasalhos.

Veja Também!  Ficha Técnica | Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy x Reverendo - 1ª Temporada (Original Netflix)

O que você achou da nova temporada de Deadwind? Gostaria que a série fosse renovada mais uma vez? Conte pra nós nos comentários.


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.