Ninguém jamais foi capaz de fazer o que Derren faz em Derren Brown: Sacrifice. Ao longo dos anos, ele convenceu as pessoas a confessarem os assassinatos que não cometeram. Até mesmo a roubar um banco e a realizar algo que ele as convence de que é 100% real.

Derren faz isso através de todos os seus poderes de sugestão e, como afirma categoricamente, não são mágicas ou habilidades psíquicas. O cara pode realmente fazer alguém ficar na frente de uma bala por um completo estranho. Esse é o teste do seu mais recente especial da Netflix, Derren Brown: Sacrifice.

Ele se sacrificará para salvar um estranho? É uma grande pergunta. Isso se torna ainda mais arriscado quando somos apresentados a Phil, um defensor de direita meio britânico e meio-americano que “não é racista, mas apenas acha que devemos nos livrar de todos os imigrantes”.  Com um empurrão, ele acaba admitindo ser preconceituoso em relação aos brancos.

Veja Também!  Resenha | Springsteen on Broadway (Original Netflix)

Derren Brown: Sacrifice é simplesmente mágico

Isso em si é tudo que você precisa saber sobre esse homem aparentemente repugnante.

Phill é a pessoa menos provável de alguém escolher para salvar ou de salvar alguém. Mas Derren lida com a situação complicada com uma incrível dose de empatia. Como resultado, embora você possa não concordar com seus conceitos, passa a gostar de Phill rapidamente.

Derren o coloca em situações arriscadas e absurdas sob o pretexto de que é um teste, mas não é só. O que ele está fazendo é desenvolvendo novas habilidades nele para empatia. Resta ver quão justas essas experiências realmente são e até onde Phill pode ir.

Veja Também!  Ficha Técnica | O Último Guardião - 1ª Temporada (Original Netflix)

Derren Brown: Sacrifice aposta alto no conceito, especialmente quando o sujeito se encontra em uma situação literal de vida ou morte. Phill acaba fazendo amizade com uma gangue de motoqueiros que então se mete em problemas com um imigrante ilegal.

Ao invés de envolver a polícia, eles decidiram executar sua própria justiça. Agora vem outra pergunta: o “não preconceituoso” intervirá em favor do imigrante, ou será convencido a ficar em segurança com a gangue, cuidando apenas de si mesmo?

A produção faz um ótimo trabalho de envolver o público em algo estressante e que deixa o nervosismo à flor da pele.

Derren garante que há uma moral em sua história no final, embora você tenha que assistir para ver se é o final feliz que você quer ou não.

Veja Também!  Resenha | Criminal Minds (14ª Temporada)

Tudo o que se pode dizer é que quem assiste fica completamente encantado e vidrado. Parece que Derren Brown: Sacrifice faz qualquer um cair sob o seu feitiço.

 

 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here