A nova aposta da Netflix parece ser os filmes e séries focados em psicopatas bem-afeiçoados. Mas nem de longe Dirty John – O Golpe do Amor tem o potencial para se tornar um sucesso como You (Você em português).

Em Dirty John, conhecemos Debra Newell (Connie Britton), uma designer de sucesso que mora na região de LA. Com um histórico de envolvimento com péssimos caras, Debra acaba se encantando por John Meehan (Eric Bana). Isso porque ele se mostra cavalheiro e fala exatamente o que a designer deseja escutar.

Suas filhas logo percebem que John não é um bom partido, mas o começo da série nos faz pensar que é apenas ciúmes. Com o desenrolar dos fatos durante os episódios, vamos vendo a verdadeira face de John. E isso logo é percebido pela forma como o golpista supostamente ajuda Debra a se tornar mais independente das filhas.

Porém o que na verdade está acontecendo é que ele a está manipulando para que escute somente aos seus conselhos. Ao longo da série, os abusos psicológicos de John mostram-se cada vez mais explícitos.

Veja Também!  Lista | Todos os filmes de Selena Gomez!

Roteiro

A série é baseada em fatos reais relatados em uma série de matérias em um jornal de Los Angeles e em um podcast. Isso tudo para expor o verdadeiro John Meehan que realmente saiu dando golpes pela cidade. Porém o que ficou mais conhecido e causou mais danos foi seu caso com Debra.

Alexandra Cunningham foi quem assinou o roteiro de Dirty John. Seu trabalho foi quase perfeito na forma de adaptar os relatos em uma história. Isso porque o desenrolar dos fatos é um tanto quanto lento no começo, mostrando apenas acontecimentos cotidianos.

Mas, na medida em que vamos descobrindo o passado do golpista, tudo fica mais interessante. No entanto, a sensação em grande parte do tempo é de estar vendo uma novela.

Direção

Já o trabalho de direção de Jeffrey Reiner foi impecável. As cenas não parecem estar fora de ordem, ou deixam a narração confusa como acontece em algumas produções. Além disso, os flashbacks do passado dos personagens entram nos momentos certos. Logo é estabelecida uma conexão entre passado e presente.

Por fim, cabe frisar que o trabalho de Jeffrey com os atores também não fica para trás. Vemos perfeitamente as mudanças de expressão dentro de uma mesma cena. Tudo isso contribui para o entendimento da trama por parte do espectador.

Veja Também!  Ficha Técnica | Democracia em Vertigem (Original Netflix)

Cenário e Figurino

Antes de mais nada quero falar sobre o cenário, afinal, não há nada demais a ser dito sobre ele. O que vemos em grande parte são casas, escritórios e cenários cotidianos em geral. Mas o trabalho de figurino merece uma atenção.

É através também do figurino que percebemos os estados de espírito dos personagens e mudanças dos mesmos. Um exemplo claro é Debra que, no começo, ela está sempre bem vestida, confiante. Contudo, na medida que os abusos crescem, ela vai ficando depressiva e suas próprias roupas mostram isso. É, definitivamente, um trabalho excepcional neste quesito.

Elenco

O trabalho do elenco foi maravilhoso. Connie Britton foi brilhante em todos os aspectos e conseguiu colocar em sua expressão todos os sentimentos de Debra. Conforme a narrativa se desenvolve, vemos alegria, preocupação, frustração e desespero na personagem e Connie passa tudo isso de uma forma natural. Podemos realmente sentir o que a designer sente.

Veja Também!  Onde Assistir | Documentário Democracia em Vertigem online

Já Eric Bana, nosso golpista, também não fica para trás. A dualidade do personagem fica tão explícita nas expressões de Bana que chega a ser assustador. Em um momento, ele parece ser o cara perfeito, mas, logo em seguida, mostra sua verdadeira face. Ambos os protagonistas fizeram um trabalho incrível e o conjunto foi excepcional.

Conclusão

Sim, Dirty John – O Golpe do Amor é uma boa série, mas, como eu disse, nem de longe tem o potencial para se tornar um enorme sucesso. Isso porque ela pode até ser hipnotizante em vários aspectos, mas o roteiro é seu pecado.

Mesmo tendo sido bem adaptado, ele nos transmite a sensação de uma novela, o que pode não agradar muitos espectadores. Além disso, ele mostra-se bem pedante no começo, tendo um grande clímax apenas no final.

Já assistiu Dirty John? Conta para a gente o que achou da série!

 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.