Enredo:

Kyle era um jovem bem-sucedido e cobiçado pelas mulheres, mas era arrogante e egoísta. Após humilhar Kendra, ela lança um feitiço que o deixa com o rosto e corpo deformados. Agora, envergonhado, ele passa a viver isolado com a companhia de uma empregada e um professor cego contratado para lhe dar aulas. Para quebrar o feitiço, Kyle tem de fazer com que uma mulher consiga amá-lo de verdade. Mas ele volta a ter esperanças quando se aproxima de Lindy, uma colega da escola.

Kyle (Alex Pettyfer) é o típico garoto popular de ensino médio, que só se importa com aparências e fama. Porém, tudo isso muda quando Kendra (Mary-Kate Olsen) o enfeitiça com o objetivo de aprender que aparência não é tudo. Ao mesmo tempo em que ele se escode de todos, seu pai também o abandona. Logo, em seu isolamento, ele passa a viver com uma empregada que está longe dos filhos e um professor cego. Ao mesmo tempo em que implora para voltar ao normal, Kendra promete que se ele conseguir fazer alguém o amar, ele voltará ao normal, assim como a empregada poderá se reunir aos seus filhos novamente e o professor terá de volta a sua visão. Com isso, ele conhece Linda (Vanessa Hudgens), que o pai está envolvido com traficantes, logo ela passa a morar com Kyle. Mas não será fácil fazer a garota amá-lo.

Veja Também!  Ryan Reynolds | Os melhores filmes da carreira do astro

Parte Técnica:

“A Fera” foi lançado em 2011 e dirigido por Daniel Barnz e alcançou mais de 43 milhões de dólares em sua bilheteria mundial. O longa é uma versão moderna e adolescente baseada na clássica história de “A Bela & A Fera”. Dessa forma, trazendo toda uma nova visão da história ao público. Entretanto, seu enredo deixou a desejar, os personagens não foram aprofundados, a história está muito superficial. Dessa forma, a adaptação da clássica história acabou se tornando parada e cansativa. Tendo também vários pontos sem nó, como por exemplo: uma feiticeira que faz ensino médio, um pai drogado que deixa sua filha morar com um desconhecido tão facilmente, entre outros. Mesmo com esses pontos, o filme ainda traz seu lado romântico, e para quem gosta de romances “água com açúcar”, vale a pena.

Veja Também!  Ficha Técnica | Jack Whitehall: Christmas with My Father (Original Netflix)

Trailer de “A Fera”:

Gostou do filme? Deixe seu comentário!

 

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.