Resenha | Don Oscar (Original Netflix)

Don Oscar é um filme colombiano de comédia, dirigido por Carlos Moreno e protagonizado por Christian Tappan. Está disponível na Netflix e tem classificação de 16 anos.

Enredo 

Don Oscar é um traficante praticamente falido, que deve muito dinheiro a um criminoso novato, mas se recusa a pagar. Para piorar, a polícia está vigiando sua casa. Então, ele se vê obrigado a fugir e se esconder, tanto da lei quanto do seu “rival”, que ameaça matar seus comparsas e até mesmo sua esposa. O problema maior acontece quando um empregado de sua casa acaba encontrando o dinheiro que Don Oscar guardava, o que resulta em uma tremenda confusão, com um final inesperado.

O roteiro não é bem construído e, algumas vezes, é confuso. A história não se desenvolve bem, tampouco prende a atenção do espectador. As tramas de alguns personagens são interessantes, como a de Yoiner, o jardineiro que encontra o dinheiro escondido, e de Bobolitro, mas não são muito bem explicadas nem aproveitadas. A narrativa é fluida, apesar de ter um início um tanto arrastado. Seu dinamismo é o que chama a atenção do público e desperta o interesse.

Elenco e Personagens

Apesar dos personagens não serem muito aprofundados, os atores conseguem fazer um bom trabalho, em sua maioria.

Christian Tappan, como Don Oscar, se destaca. É uma figura um tanto caricata, mas, ainda assim, interessante. Tappan tem uma boa atuação, principalmente no ato final. A mudança gradativa que acontece com Don Oscar é bem feita pelo ator, que convence e passa verdade em cada cena. Outro destaque fica por conta dos dois homens que vigiam a casa do protagonista, a mando da polícia. Eles formam uma boa dupla e ambos têm atuações divertidas e bem engraçadas.

Direção e Fotografia

A direção não vai tão bem, mas faz um trabalho razoável na maior parte do tempo. Há algumas poucas pontas soltas no filme, que não incomodam, mas são perceptíveis. A trilha sonora é um ponto muito positivo, pois casa perfeitamente com o filme e é composta totalmente por músicas latinas.

Uma das cenas mais interessantes da obra é justamente no ato final, quando há um “heavy metal gospel” bem doido dentro de uma igreja, enquanto muito sangue jorra do lado de fora. A fotografia é bem colorida, em tons muito quentes, o que também combina com a proposta do filme. Também utilizam bastante luz natural. Apesar de ser um longa de comédia, o humor não funciona muito bem, infelizmente. Os únicos momentos realmente cômicos ficam por conta da dupla policial, que vigia a casa de Don Oscar.

Cenografia e Figurino

Grande parte das cenas acontece na casa do protagonista e de sua esposa e no local onde ele se esconde. Há muitas cenas, também, nas ruas da cidade colombiana e em alguns carros, principalmente no do personagem principal. O figurino é composto por roupas casuais, em sua maioria, como camisetas, bermudas, shorts e vestidos.

Modificação em 5 de março de 2021, 22:23h 22:23

Isabella Lazaroni:
Postagens Relacionadas