Entre Facas e Segredos é um filme de mistério. A direção é assinada por Rian Johnson e seu elenco conta com Daniel CraigChris EvansAna de Armas, Jamie Lee Curtis, Michael Shannon, Don Johnson, Toni Collette, Katherine Langford, Christopher Plummer, entre outros nomes.

Enredo de Entre Facas e Segredos

Entre Facas e Segredos começa quando Harlan Thrombey (Christopher Plummer), um renomado escritor de romances de suspense e mistério, é encontrado morto uma noite depois da sua festa de oitenta e cinco anos. Com a morte do patriarca, o conhecido e misterioso Detective Benoit Blanc (Daniel Craig) é incumbido de resolver o caso. Logo após o assassinato, todos os problemáticos integrantes da família se tornam suspeitos.

O ritmo do filme, por apresentar uma investigação interessante e intrigante, consegue prender o público durante todo o longa, logo ele apresenta uma cadência extremamente alta.

Elenco e Personagens

Aqui a construção e o desenvolvimento dos personagens é imprescindível para que a obra crie uma trama interessante, e faça o público desconfiar a cada minuto de todos. Mas isto acaba não sendo um problema, já que esse desenvolvimento e, principalmente a construção, são muito bem feitos. Além disso, logo na primeira meia hora de filme, quando acontece o interrogatório, cada personagem já apresenta uma riqueza imensa de detalhes das sua manias, personalidades, semelhanças e diferenças, e, por fim, os prováveis motivos de terem cometido o crime. As atuações não decepcionam, eles conseguem entregar papéis excelentes, com o destaque para Chris Evans, que demonstra a sua versatilidade, se desvencilhado da imagem do Capitão America.

Ademais, as características dos personagens, mesmo que absurdas, não parecem forçadas, muito pelo contrário. Elas são apresentadas de forma extremamente orgânicas, como por exemplo a personagem da Marta (Ana de Armas), que apresenta uma característica absurda: ela vomita quando mente, o que poderia ser apenas uma solução preguiçosa para amarrar pontos soltos no roteiro. No entanto, aqui ela não é usada apenas quando convém, mas sim pode tanto ajudar, quanto atrapalhar, o que potencializa o suspense. Por fim, o elenco faz um trabalho muito bom em todos os aspectos, principalmente no humor.

Direção e Fotografia de Entre Facas e Segredos

A direção de Rian Johnson sabe criar um clima de mistério como nenhum aqui. Isso porque guia os nossos sentidos com a câmera, movimentando-a suavemente para a zona de interesse. Além disso, cria um jogo de tênis com a montagem, que leva o telespectador para o passado e volta para o presente, revelando o que é verdade e o que não é, o que aconteceu e o que não aconteceu, sem ser confuso. Porém um erro do diretor é tentar discutir temas políticos de forma muito explícita, o que acaba freando a trama e tirando o foco do mistério.

A fotografia dá a obra uma ar rústico com o marrom, que também está associado com poder e conforto. Porém é relacionado também com sujeira e asfixia, coisas que são retratadas aqui. Além disso, dá um ar mórbido com o cinza. Ainda há detalhes pequenos, como o quarto de Harlan Thrombey (Christopher Plummer), que é coberto de vermelho, que simboliza tanto o poder, quanto o sangue.

Cenografia e Figurinos

A cenografia é extremamente focada na casa onde ocorre o assassinato, é lá que é palco dos interrogatórios, e a maior parte da investigação, entretanto, há bosques com árvores sem folhas, entre outros cenários. Os figurinos destacam tanto a simplicidade, quanto a riqueza, e são feitos com cores vibrantes, que contrasta com o ar mórbido criado pela fotografia. Por fim, a roupagem de Benoit Blanc (Daniel Craig) traz o esteriótipo do detetive.

E você? O que achou do filme? Conta pre gente nos comentários.


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.