Está tudo certo é um filme de drama da Netflix com 1h30 de duração. O filme é escrito e dirigido por Eva Trobisch e foi indicado a alguns prêmios. Dentre eles, o Golden Leopard Filmmakers of the Present – Nescens Prize. Confira a ficha técnica aqui.

Enredo de Está Tudo Certo

O filme tem sua trama focada em Janne (Aenne Schwarz), uma mulher que, durante uma festa, sofre um estupro. A partir daí, ela passa a agir como se nada tivesse acontecido. Porém, as consequências do evento traumático vão afetando toda a vida dela. E é interessante ver como Eva abordou o assunto de forma bem delicada. Vemos como a garota volta todo o ocorrido para si e tenta lidar com ele em silêncio. Talvez para tentar parecer forma, madura, ou até por se sentir culpada.

Veja Também!  Ficha Técnica | Guillermo Vilas: Esta Vitória é Sua (Original Netflix)

No entanto, apesar de toda a inteligência do filme, ele é bem cru. A narrativa é um pouco lenta e não prende a atenção do público, fazendo com que seja um pouco penoso assistir. E, como a grande maioria dos filmes de drama europeus, Está Tudo Certo tem diálogos desnecessários que não agregam em nada na trama, culminando em uma maior sensação de lentidão.

Elenco e Personagens

Janne é uma personagem simples de ser entendida. O filme nos mostra o tempo todo que ela não se impõe nas situações. Ela sempre age de forma passiva e talvez seja por isso que ela tenha decidido aceitar a situação do estupro. Mas não é exatamente sobre isso, é sobre mostrar que, mesmo apesar disso, o sistema em que vivemos não acreditaria nela. Isso desmotiva qualquer vítima de abuso a denunciar, seja ela quem for.

Veja Também!  Ficha Técnica | Amor Com Data Marcada (Original Netflix)

Aenne Schwarz fez muito bem o papel de Janne. Em razão do filme tratar do sofrimento em silêncio, não temos muito a exploração verbal dos sentimentos da mulher. Portanto, tudo o que vemos são olhares e expressões faciais. E ela definitivamente conseguiu falar com os olhos.

Direção e Fotografia de Está Tudo Certo

Eva trabalha na maior parte do filme com o plano detalhe. Para quem não se conectar muito com a história, vai parecer apenas um incômodo desnecessário. Mas ele traz essa sensação de forma proposital. Ele serve para mostrar o tempo todo como Jenna está presa em si mesma, com o seu trauma ecoando em seu interior.

A fotografia já não traz muitas alterações. A sensação é que o filme todo é opaco e na mesma temperatura, que é mais fria. Isso pode simbolizar a sensação de impotência emocional de Jenna, antes e depois do estupro.

Veja Também!  Ficha Técnica | Sarah Cooper: Everything's Fine (Original Netflix)

Cenografia e Figurinos

Por fim, a cenografia não traz muita alteração ou expressão, mostrando mais locais comuns. Já o figurino vai evoluindo conforme o emocional da Jenna, trazendo maior cuidado na forma de se vestir.

E então, você já assistiu ao filme? Conta pra gente o que você achou dele!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.