Estado Zero é uma minissérie produzida pela Netflix e lançada na plataforma de streaming em julho de 2020. Baseada em fatos reaisos seis episódios fazem uma crítica ao sistema, através de cenas verdadeiramente emocionantes. 

Sobre o Enredo 

Estado Zero é uma série de denúncias, daquelas que cruzam o incrível com o inaceitável. É baseado em várias ideias reais que se sobrepõem para contar um afresco comum. E todas essas histórias servem como um veículo para contar a rotina terrível de um centro de detenção de imigrantes na Austrália. 

Existem várias histórias que se cruzam na minissérie. O destaque é aquela de Sofie Werner (Yvonne Strahovski), uma cidadã alemã residente na Austrália, que sofria de transtornos mentais e é mantida em cativeiro pelas autoridades competentes de imigração, devido a dúvidas sobre sua identidade 

Sua história corre paralela à de dois outros personagens principais. O primeiro deles é Cam Sandford (Jai Courtney), um homem de família que procura um emprego melhor e, por isso, segue um curso para se tornar guarda em um campo de detenção para imigrantes.  

Em seu primeiro dia de trabalho no acampamento, Cam e um colega receberão um grupo de pessoas que acabaram de chegar ao país. Nesta ocasião, ocorre outra reviravolta que fará o homem mudar de atitude. 

A terceira história é a de Ameer (Fayssal Bazzi), que é um refugiado afegão que foi para a Austrália com sua família para escapar da perseguição em seu país; depois de ser assaltado pelas pessoas que deveriam tê-lo ajudado em sua jornada, ele procura uma maneira de levar pelo menos a esposa e as duas filhas ao destino. 

Elenco e Personagens 

Os diversos personagens possuem um papel fundamental na minissérie. Eles conferem o drama e a crítica da narrativa, sendo a sua dimensão psicológica o seu foco principal. 

O personagem de Sofie é emblemático e muito bem construído. Interpretado por Yvonne Strahovski , ele não representa a mulher privilegiada que se encontra em uma situação difícil para aprender algo, mas sim o de uma vítima do sistema devido a sua doença.  

Semelhantes serão os personagens de Claire e Cam, que, não devem ter seus dramas comparados aos de refugiados individuais. Os dois representam um problema sistêmico, abstrato e extremamente complexo. Representam um grupo de indivíduos muito numeroso. 

Jai Courtney e Fayssal Bazzi conseguem interpretar muito bem os seus papeis, despertando no público a angústia de viver confinado ilegalmente em uma espécie de campo de concentração para imigrantes. 

Por último, atriz Cate Blanchett também merece destaque pela absoluta falta de vaidade, escolhendo um papel menor, quase invisível, a serviço de uma história maior. 

Direção e Fotografia 

A minissérie foi produzida pela Netflix e é dirigida por diversos nomes famosos, como Andrew Upton e Cate Blanchett, que também trabalha como cocriadora e atriz.  

A direção opta por focar no aspecto mais humano e psicológico das histórias dos seus personagens, se tornando uma crítica bem direta ao sistema. 

Essa intenção fica ainda mais claro quando a frase “baseado em fatos reais” aparece nos episódios, alertando o público que aquele horror não é ficcional: ele está acontecendo hoje e deve receber atenção. 

A fotografia é excelente também. A câmera acompanha os diversos gestos e expressões faciais dos personagens, expressando os seus mais profundos sentimentos de abandono, raiva e indignação. 

Além disso, a fotografia também realiza um trabalho de destaque com os desertos que cercam o campo, focando no isolamento do local. 

Não há nenhuma cor que se sobressaia sobre as outras. E isso é uma vantagem maior ainda para os espectadores. 

Cenografia e Figurinos 

A cenografia realiza um excelente trabalho. Os cenários são bem pesados, por serem realistas ao extremo. O cenário principal é um centro de detenção para imigrantes no meio do nada na Austrália.  

A visão dos campos é assustadora: barracos angustiantes e quadrilaterais circundam uma espécie de pátio central, dividido entre homens e mulheres, e em torno do nada de uma área desértica, onde uma fuga teria resultados fatais. 

Os figurinos são condizentes com a realidade dos imigrantes que são detidos em campos. A miséria do local também se reflete nas pobres vestimentas dos habitantes que moram nas redondezas do campo. 

E você, o que achou de Estado Zero? Conte pra gente! 

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.