Com toda a certeza, esse é um dos filmes que irá render inúmeras opiniões sobre a produção, sejam elas positivas ou negativas. É um longa que dividirá pontos de vistas de quem apenas o assistiu e de quem assistiu e leu a obra original.

Estou Pensando em Acabar com Tudo é uma adaptação do livro de estreia do escritor canadense Iain Reid feita e dirigida por Charlie Kaufman que se consagrou ao roteirizar o famoso e célebre Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças.

Assista ao Trailer!

Sobre o Enredo

O longa-metragem é contado pela perspectiva de uma jovem mulher. Em sua sinopse, ela é nomeada desse forma e, ao assistir ao filme, compreendemos porque: nossa protagonista adquire vários nomes diferentes durante todo o enredo, então não sabemos ao certo qual é o seu nome real.

Ela está namorando com Jake há mais ou menos 6 ou 7 semanas e ele resolve que já é hora de sua namorada conhecer seus pais. Ela aceita e ambos encaram uma viagem sob uma nevasca para ir até a fazenda em que os pais de Jake moram.

Um grande detalhe é: a jovem está pensando em acabar com tudo. No início, não se sabe se se trata de suicídio ou não, mas depois fica claro que ela se refere ao relacionamento que tem com o namorado.

Veja Também!  Onde Assistir | Série Sneakerheads online

É um enredo criado em cima de um acontecimento comum e simples, mas que, ao longo das cenas, vão tomando um ar sombrio e bizarro. Os sogros não parecem normais, a protagonista começa a receber mensagens estranhas e coisas inusitadas acontecem a todo momento, não deixando apenas a personagem confusa, mas também quem assiste.

Não é uma obra simples e deixa em destaque que se trata de uma metaficção.

Elenco e Personagens

O elenco foi, nitidamente, escolhido a dedo. De personagens principais, temos apenas 4: Jessie Buckley, como a jovem; Jesse Plemons, como Jake; Toni Collette, como a mãe de Jake e David Thewlis como o pai.

Para esses papéis, precisavam de atores que conseguissem segurar bem cada uma das performances que não são nada fáceis e até mesmo peculiares.

Para quem assiste, não é nada fácil ler os personagens em si e pegar total empatia por cada um. Eles trazem, em certos momentos, sensações de incômodo e confusão. Discutem coisas filosóficas e até mesmo se portam de forma assustadora.

São personagens que foram construídos para fazer com que o espectador fique vidrado na esperança de entender o que acontece e qual será o seu próximo passo.

Veja Também!  Ficha Técnica | Sneakerheads - 1ª Temporada (Original Netflix)

Direção e Fotografia

Se há algo que não dá para falar mal independente se você avalia como um filme bom ou não, esse algo é a direção e a fotografia.

O filme parece que passa por inúmeras épocas e cenas diferentes. Os personagens em destaque mudam, suas aparências também, até mesmo os comportamentos. É um filme que claramente direciona o espectador para onde ele quer.

O longa-metragem te mostra apenas aquilo que quer e na hora que quer. No começo, não entendemos quem é e qual a participação na história do zelador que vive aparecendo no meio das cenas do casal, e é algo apenas explicado ao decorrer.

Assim como a direção, a fotografia tem grande peso nessa questão. Os enquadramentos são feitos de forma que nos mostre detalhes que querem que sejam vistos e esconde coisas para trazer uma sensação de surpresa em quem assiste.

Cenografia e Figurinos

Essa sessão é algo extremamente interessante e peculiar nesse filme, é algo que está nos detalhes. A protagonista passa por inúmeras situações e em épocas diferentes, ela de fato não muda, mas sua roupa e acessórios sim.

A cada nova cena ela está usando uma roupa diferente ou está sem algum acessório que outrora estava usando e assim por diante.

Veja Também!  Resenha | Joy (Original Netflix)

E já que ela passa por lugares e situações diferentes, a cenografia claramente acompanha. A história se passa dentro do carro do namorado, na cozinha da casa dos sogros, no quarto de infância de Jake, no porão da casa, na escola e por aí vai…

Um adendo que vale a pena ressaltar é sobre o trabalho de maquiagem, que é impecável, mas que em outras situações faz com que se torne algo pesado e extravagante.

É um longa-metragem que não é para todos os gostos e nem para assistir para relaxar, ao mesmo tempo que traz drama, também traz suspense e deixa claro que é um trabalho artístico. É tudo isso somado ao fato de que ele entrega a quem assiste inúmeras informações e deixa aberto para várias interpretações sobre a história. Ele pode parecer confuso e requerer que seja assistido mais de uma vez.

Já assistiu? Qual foi sua opinião sobre essa adaptação? Nos deixe saber! Comente!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.