Eu Não Sou Um Homem Fácil é uma comédia francesa dirigida por Eleonore Pourriat. O longa chegou na Netflix em 2018 e foi um sucesso. Possui 98 minutos de duração.

Sobre o Enredo

A narrativa de Eu Não Sou Um Homem Fácil se inicia seguindo Damien (Vincent Elbaz). Ele é um homem solteiro, que passa o seu tempo tentando seduzir mulheres, que faz sucesso no seu local de trabalho e que sabe muito bem aproveitar as vantagens (para ele) de uma sociedade patriarcal.

Porém, de repente, a narrativa sofre uma quebra. Damien acaba se envolvendo em um acidente: ele bate sua cabeça com muita força em uma placa e vê o seu mundo machista tomar outro rumo.

Damien acorda de repente em uma Paris estranhamente familiar, mas, nesse novo mundo, as mulheres assumiram o poder.

Confuso e completamente fora de sua zona de conforto, Damien luta para encontrar seu lugar neste novo universo: agora são as mulheres que usam terno e gravata, assistem rúgbi, apostam e provocam os homens nas ruas.

E as mudanças não param por aí: no seu local de trabalho Damien está sujeito a todo tipo de discriminação, além de ser despedido.

Por último, ele conhece uma uma escritora fatal, sedutora e fria, Alexandra Lamour (Marie-Sophie Ferdane). Agora forçado a se adaptar a esta nova realidade dominada pelas mulheres, Damien ficará preso nas garras de Alexandra, que o usará como uma cobaia para escrever seu novo romance.

As coisas começarão a piorar quando eles se envolvem em uma espécie de relacionamento e Damien, pela primeira vez, começará a explorar o mundo do romance a partir de uma perspectiva totalmente nova.

O roteiro tem como objetivo ser extremamente provocativo, ao mesmo tempo em que faz uma série de críticas à sociedade atual. A ironia é extremamente utilizada nos diversos diálogos no filme.

Elenco e Personagens

Eu Não Um Homem Fácil apresenta Vincent Elbaz e Marie-Sophie Ferdane como os dois protagonistas.

Os personagens são caracterizados apenas o suficiente para transmitir a mensagem do filme, tornar a dinâmica entre amigos crível e criar uma história de amor central que, apesar do desfecho previsível, é seguida com interesse.

Porém, não são tão bem explorados quando poderiam. Eles acabam se apegando em clichês para fazer uma crítica (que é muito necessária), mas que acaba se tornando previsível ao longo da narrativa.

Apesar dessas limitações, Damien é um personagem que faz o público rir e chorar ao mesmo tempo. Vincent Elbaz interpreta muito bem o desespero do personagem ao se deparar em um mundo em que o seu machismo não tem mais espaço.

Damien representa uma parcela de indivíduos que possuem, hoje, esse comportamento abominável e retrógrado e, por isso, seu personagem é tão importante na narrativa de Eu Não Um Homem Fácil.

Alexandra Lamour, interpretada com muito talento por Marie-Sophie Ferdane, é a personagem que representa o machismo “às avessas”. Seu personagem acaba se apegando demais a esteriótipos e clichês. Mas, apesar disso, a escritora Lamour consegue cumprir com as expectativas do público.

Direção e Fotografia

Eleonore Pourrait dirige o filme Eu Não Sou Um Homem Fácil. A direção tem a virtude de conseguir acompanhar e analisar de perto a discriminação de gênero e uma consequente experiência de reviravolta.

Os cortes realizados pela câmera são bem variados. Em alguns momentos eles focam em ações específicas dos personagens, como na cena em que Damien é assediado em um restaurante, como também em cenas mais amplas, como quando o mesmo personagem é visto correndo pelas ruas.

A fotografia desempenha também um papel importante no longa. A paleta cromática do filme é bem variada, com cores mais claras em alguns momentos, mas também com tons escuros e acinzentados, como no apartamento de Lamour, cenário importante para o filme.

Eu Não Sou Um Homem Fácil conta, em geral, com uma iluminação boa e bem acentuada em parte significativa de suas cenas.

Cenografia e Figurinos

A cenografia trabalha com cenários em áreas abertas e fechadas da cidade de Paris, na França. As ruas de Paris são muito utilizadas, como quando Damien e um amigo veem uma manifestação passando.

A rua também é um cenário importante, principalmente porque nela acontece uma cena-chave para o entendimento da narrativa: quando Damien sofre um traumatismo ao bater na placa.

Bares e restaurantes são aproveitados pela cenografia para criarem ambientes onde o machismo (nesse mundo, ao contrário) acontece de forma frequente. O apartamento de Alexandra Lamour também é um cenário importante em Eu Não Sou Um Homem Fácil.

Os figurinos também sofrem com a inversão que acontece quando Damien bate a cabeça. Mulheres, agora, passam a usar ternos e roupas antes consideradas masculinas.

Alguns homens utilizam saias e roupas “femininas”, na tentativa de criar uma inversão dos papeis nos figurinos também.

E você, o que achou do filme? Conte pra gente!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Veja Também!  Resenha | Apostando Alto (Original Netflix) - Primeiras Impressões

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.