Sam Worthington, astro de Avatar, é o protagonista do mais novo original Netflix. Fratura tem sua trama focada em um mistério. Ray Monroe, o personagem de Sam, está voltando da casa de sua sogra com sua filha e esposa Joanne (Lily Rabe). E todo o drama começa quando eles precisam parar em um posto de gasolina.

Então, a garota, Peri, acaba caindo em um buraco de uma obra que acontecia no local e quebra seu braço. Ray corre com ambas para o hospital a última vez em que ele as vê é quando elas estão se dirigindo para o espaço de tomografias. A partir daí, uma busca incansável pelas duas começa.

Veja Também!  Resenha | Pássaro do Oriente (Original Netflix)

Roteiro e direção conversam perfeitamente entre si

Fratura está dando o que falar e não é por falta de motivo. O longa reúne mistério, suspense e ação, mesmo que não seja digno de um Oscar ou algo do tipo, destaca-se bastante entre outras produções. Alan B. McElroy nos entrega um roteiro crescente em termos de tensão. A atmosfera não muda de uma hora para outra. Isso faz com que o espectador mantenha-se preso à trama e que sinta, junto ao protagonista, a crescente do desespero.

Brad Anderson assina a direção da obra com seu toque de drama psicológico que trouxe também a O Operário, longa que marcou a carreira de Christian Bale. Uma das coisas que mais chamou a atenção foi a forma como o diretor posicionou a câmera para trabalhar diferentes sensações e momentos de sanidade do personagem.

Veja Também!  Resenha | Preso em Casa (Original Netflix)

A estética do filme também contribui para a construção do suspense

Temos, basicamente, dois cenários. O posto de gasolina e o hospital. Além disso, também não é possível observar muita mudança de figurino. Porém a forma como a iluminação e a fotografia são utilizadas é o que muda tudo. Enfim, a direção de Anderson aproveitou muito bem desses atributos para ajudar na criação da atmosfera de suspense.

A entrega do elenco de A Fratura para o filme também foi incrível

Na verdade, Fratura é do tipo de filme que não possui exatamente um elenco. Isso porque o trabalho aqui é bem individual. Sendo assim, toda a trama é criada e executada apenas em cima do protagonista. Neste caso, temos aqui Sam Worthington.

Veja Também!  Ficha Técnica | Pássaro do Oriente (Original Netflix)

O ator se entregou bastante ao papel. Bem direcionado por Anderson, Sam conseguiu atingir uma performance incrível. Ele definitivamente guiou o espectador por todos os estágios do desespero de seu personagem. Enfim, é um bom filme e apresenta uma certa complexidade em seu entendimento. Sem dúvidas merece um lugar na sua lista.

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.