Hanna é uma série da Prime Video e teve sua primeira temporada lançada em 3 de fevereiro de 2019. A criação é assinada por David Farr e seu elenco é composto por Esme Creed-MilesMireille EnosJoel Kinnaman, Katharina Heyer, Rhianne Barreto, entre outros nomes.

Enredo de Hanna

Hanna começa com um homem chamado Erick (Joel Kinnaman) resgatando um bebê e, depois de uma fuga eletrizante, eles fogem. Após quinze anos, a garota cresce e Erick (Joel Kinnaman) a cria, treina-a guardando inúmeros segredos sobre ela. Depois de desobedecer seu pai, eles fogem e acabam se separando. Dessa forma, nesse caminho, até o reencontro, os segredos sobre sua existência acabam vindo a tona.

A série, por possuir vários momentos de ação e suspense, acaba possuindo um ritmo bem alto e, mesmo tendo momentos de drama, a obra não pisa no freio.

Elenco e Personagens

Esse acaba sendo um ponto fraco na trama já que, além da Hanna (Esme Creed-Miles) e da Sophie (Rhianne Barreto), os demais personagens não possuem tanta atenção na construção e nem no desenvolvimento. Portanto, os personagens acabam não tendo tanta profundidade e complexidade. Porém, até um certo ponto, é compreensível, já que parece que a série se propõe a fazer uma espécie de estudo de personagem, mas faz um pouco de falta saber mais sobre os coadjuvantes.

Veja Também!  Resenha | Euphoria - 1ª Temporada (Original HBO)

As atuações não surpreendem muito, Joel Kinnaman por exemplo não parece possuir muita versatilidade, já que o papel que ele entrega não parece ser muito diferente do papel dele de Altered Carbon.

Direção e Fotografia de Hanna

A direção aqui não parece ser muito habilidosa e nem muito criativa nos momentos dramáticos. Entretanto, nas cenas de ação, ela acaba sendo competente, assim como nas lutas, tiroteios, perseguições, etc. A montagem não é confusa em boa parte das cenas de ação, porém, especificamente nas cenas em que Hanna luta, corre, faz coisas perigosas e que exigem bastante treinamento em geral, os cortes ficam bruscos e os planos vacilantes. Logo, fica bem explícito que eles estão escondendo o rosto da personagem, já que, nas sequências com o Erick, esses cortes quase não existem.

Veja Também!  Ficha Técnica | Ninguém Mandou - 1ª Temporada (Original Netflix)

Dessa forma, isso serviria para disfarçar a presença de uma dublê, mas destoa muito do estilo de direção, que é mais suave. Por fim, outra coisa que deixa um pouco a desejar são as coreografias, onde dá para claramente ver que um soco, chute, etc, não pegou.

A fotografia aqui serve mais para ditar o clima do que passar algum sentimento. No início, quando a série se passa em grandes montanhas e geleiras, a obra opta por usar cores mais frias como o azul. No entanto, isso muda quando Hanna (Esme Creed-Miles) vai para Marrocos, onde a fotografia opta por usar cores mais quentes como o laranja.

Cenografia e Figurinos

Tantos os cenários quanto os figurinos são simples, mas também são usados, por exemplo, para mostrar o estado emocional da protagonista, como por exemplo no início, quando ela usa uma roupagem com cores mais frias, mortas, o que representa o emocional dela no momento. Porém, quando ela vai a Marrocos e encontra Sophie (Rhianne Barreto), lá ela usa roupas com cores vivas, e, em determinado momento da temporada, ela volta a usar roupas com cores frias.

Veja Também!  Confira as novidades da semana na Netflix (02/08 - 08/08)

E você? O que achou dessa temporada? Conta pra gente nos comentários.


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.