O que fazer quando a televisão não consegue produzir algo substancial e que prenda o público? Algumas séries da atualidade podem preencher o vazio, mas quando você conhece Homeland, parece que o resto não fica mais à altura.

A série não é a única em ser nascida na sombra do 11 de setembro. No entanto, pode ser uma das respostas mais ressonantes e perturbadoras para esse evento horrível e suas consequências.

O sargento Nick Brody, que desapareceu com um companheiro de fuzileiros navais no Iraque em 2003, é encontrado vivo por uma equipe das Forças Especiais. Ele é trazido de volta aos EUA como um símbolo brilhante do heroísmo da Guerra ao Terror.

Veja Também!  Resenha | A Pequena Suíça (Original Netflix)

A analista da CIA, Carrie Mathison (Claire Danes), não pode comprar a história, no entanto. Um informante iraquiano avisou que um soldado americano foi convencido pela Al Qaeda de ser usado como um agente duplo em território americano. Ela está convencida de que Brody é esse homem.

Carrie suspeita que Abu Nazir astuciosamente atraiu os americanos para Brody. O massacre colateral dos homens de Nazir apenas emprestou autenticidade para o resgate. Tudo o que a analista carece são de provas.

Logo fica claro que Brody não é o herói de guerra unidimensional que a mídia e os membros políticos americanos querem que ele seja. Mas se ele é uma usina terrorista ou não, sabemos no decorrer dos episódios.

Veja Também!  Saiba tudo sobre a 3ª temporada 13 Reasons Why

A 1ª temporada de Homeland nos mostra algo diferente sobre os resquícios do 11 de setembro

Homeland traz algumas nuances e percepções ao seu retrato das guerras e contra-terrorismo do século XXI. Ela faz muitas observações afiadas sobre como o preço está sendo pago. O autoritarismo e a paranoia se tornaram intrusões corrosivas na vida cotidiana de nações supostamente civilizadas.

Para confundir ainda mais as águas morais, os escritores da série estabeleceram um equilíbrio sutil de incerteza em seus personagens principais.

Mesmo com a quantidade de informação contidas nos episódios, Homeland ainda consegue sustentar um ritmo dramático urgente. Também cria um tremendo senso de mau presságio. Isso é uma prova da qualidade da escrita e das performances. Vale a pena você assistir.

Veja Também!  Confira os melhores episódios de Westworld
 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.