Inimigos de Sangue traz um molde que já conhecemos em outros filmes do mesmo gênero. Trata-se do clássico policial versus criminoso famoso. Eles se tornam uma espécie de arqui-inimigos e se perseguem por toda uma vida se for preciso.

E é exatamente essa a relação existente entre Max (James McAvoy) e Jacob (Mark Strong). A direção e roteiro de Eran Creevy nos faz imergir em uma história de obsessão. Sentimento este que faz o policial sair dos limites e tentar a todo custo capturar o criminoso.

Isso deixa marcas permanentes e físicas em Max, que, três anos depois, encontra-se de novo com Jacob. Isso por conta de Ruan (Elyes Gabel), filho do criminoso. O garoto sofre com a perseguição de uma facção criminosa dentro da própria polícia. A partir daí, já podemos adivinhar todo o resto da trama.

Veja Também!  Kyoto Animation | 10 animes imperdíveis do estúdio

Mesmo previsível, Inimigos de Sangue é envolvente

Certamente um molde de filme totalmente previsível não é exatamente uma das melhores opções para se trabalhar em cima. Mas o roteiro de Eran compensa completamente isso com o envolvimento que ele faz o espectador ter com a trama.

Além disso, a direção impecável com relação aos atores — que são muito bons, diga-se de passagem — transforma tudo em um verdadeiro espetáculo. Óbvio que alguns quesitos, como é o caso do desfecho, poderiam ter sido melhores, mas é sim um filme muito bom.

As cenas de ação são boas em uma medida que daria espaço para serem melhores ainda. Porém o longa de 2013 constrói tão bem seus momentos de tensão, que conduz o espectador ao longo de sua 1h de duração com leveza e interesse pelo desfecho da trama.

Veja Também!  Lista | Confira 5 filmes de terror para crianças

Sobre o trabalho de elenco e a cenografia do filme

Os destaques são, obviamente, para nossos protagonistas. James McAvoy consegue passar ao espectador a confusão do policial que agora descobre uma inversão de papéis. Além da sensação óbvia de obsessão que ele sente por Jacob.

Na outra ponta, Mark Strong trabalha perfeitamente o “vilão” que é tão complexo e tão persuasivo que deixa até mesmo o espectador na dúvida. E, com o desenrolar da trama, a simpatia apenas cresce pelo personagem.

Por fim, vale ressaltar que fotografia, figurino e cenário são todos muito bem trabalhados. O enquadramento, especialmente, ajuda na construção das cenas de tensão. Enfim, Inimigos de Sangue é um filme que deve estar na sua lista se você gosta de ação!

Veja Também!  Ansel Elgort | Todos os filmes que o astro já fez
 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.