Todas as principais estrelas de artes marciais têm uma coisa que fazem especialmente bem: seu “caráter” geral nos filmes de artes marciais. Em Jet Li Contra o Tempo não é diferente.

Bruce Lee e Jackie Chan compartilharam um dos personagens principais. A ideia de um sujeito comum (ou não tão comum) ser empurrado para um conflito muito maior do que eles mesmos. Então, ficam despreparados para o que pode acontecer, mas seguem firmes até o fim.

Jet Li, o último de uma longa série de estrelas de artes marciais, faz duas coisas muito bem. Por um lado, ele incorpora heróis épicos lutando pela honra da China. No entanto, sua outra persona é o oposto: Li tende a interpretar o herói de rua. Ele faz o papel de policial mau ou de assassino desprezado.

Um filme de enredo mediano

Em Jet Li Contra o Tempo, onde ele estrela com o rapper DMX, mostra grande talento em um filme repleto de ação e alta octanagem.

Veja Também!  Vingadores Guerra Infinita | Campanha da Disney para que o filme entre na corrida pelo Oscar

DMX interpreta Anthony Fait, líder de uma pequena gangue cuja especialidade é o roubo de primeira linha dos imensamente ricos moradores de Los Angeles.

Seu alvo mais recente é um banco, onde um grande estoque de pedras preciosas, joias e outras riquezas estão escondidos. Contudo, eles não estão lá por qualquer coisa. Os bandidos estão focados em uma safra de vinte diamantes negros.

O assalto vai ocorrendo sem problemas, até que a equipe descobre fugiram com mais do que gemas. Elas eram propriedade de Fei Ling, um traficante de armas taiwanês interpretado por Mark Dacascos. Este, que não hesitará em recuperar as joias.

Su, um inspetor interpretado por Jet Li, foi encarregado da recuperação das pedras. No entanto, quando Fei Ling e seus capangas sequestram a filha de Fait, Su e Fait têm que se unir para derrubar o negociante de armas sinistro antes que ele libere o poder das pedras no mundo.

Veja Também!  Tela Quente | Globo exibe 'Esquadrão Suicida' - (12/11)

 Jet Li Contra o Tempo também tem seus pontos a favor

Evidentemente, Jet Li Contra o Tempo tem muitos pontos fracos. DMX pode ser um lutador de rua habilidoso, mas um ninja não é.

Vê-lo correr até a parede e rodar 15 minutos no filme parecia mais um desperdício desnecessário de acrobacias do que um elemento estilístico.

A atuação não é ótima, mas é melhor do que se esperaria de um filme de ação comum. E não era ruim o suficiente para diminuir a produção. Além disso, o bem superava o mal.

Uma cena acontece em um clube de luta clandestina que coloca Li contra um exército de assaltantes que bombeiam esteróides, muitos dos quais eram verdadeiros lutadores do UFC, e tinham uma vasta experiência em lutas.

De fato, no fundo dessa cena, dois caras parecem estar se batendo uns aos outros… E estavam mesmo. Os dois lutadores são, na verdade, campeões do UFC, competindo mutuamente com força total.

Veja Também!  George R. R. Martin revela estar enfrentando problemas para escrever seu novo livro

Um bom elemento foi a inclusão de Anthony Anderson e Tom Arnold como alívio cômico.

Anderson interpreta Tommy, um membro da gangue de Fait. Arnold interpreta Archie, dono de uma loja de penhores, corretor de informações e covarde em geral.

A falta de habilidade física de Tommy faz dele um excelente candidato como distração. Isso ele executa com estilo e inteligência em mais de uma ocasião. Inclusive posa como um exterminador e seduz um guarda de segurança gay. O personagem de Arnold fornece informações e movimento de enredo.

Jet Li Contra o Tempo oferece tudo o que se poderia esperar de um filme de artes marciais. O enredo é medíocre, tem grande ação, um pouco de humor e uma experiência agradável. Não é um filme incrível ou inovador, apenas um filme normal.

 

 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.