Joy é um filme austríaco original da Netflix. Ele conta com a direção de Sudabeh Mortezai e traz em seu elenco Anwulika Alphonsus, Angela Ekeleme e Mariam Sanusi. A produção mistura os idiomas inglês e alemão, motivo pelo qual foi desqualificado para indicação ao Oscar. Você pode conferir a ficha técnica da obra clicando aqui.

Enredo de Joy

O filme conta a história de Joy (Anwulika Alphonsus), uma mulher que saiu do seu país para trabalhar na Áustria como prostituta. Porém, ela acaba entrando no mundo do tráfico sexual e é quando sua cafetina, a Madame (Angela Ekeleme), pede que ela oriente a novata, Precious (Mariam Sanusi).

É um filme daqueles que gosto de classificar como crus. Ele traz a realidade, simples e cruel como ela é. Não há glamourização, romantização e nem nada do tipo. Então, acompanhamos a triste realidade do que é o tráfico sexual dessas mulheres que precisaram sair da África para buscar uma vida melhor e acabaram entrando em um novo modelo de escravidão. O que, novamente, é nada mais nada menos do que a herança do tráfico humano escravocrata que ocorreu anos atrás. Portanto, é o tipo de longa que, por mais que não seja interessante em termos de entretenimento, é necessário para reflexão.

Veja Também!  A Voz Suprema do Blues | Último filme de Chadwick Boseman tem trailer divulgado

Elenco e personagens

Joy é a personagem que nos acompanha, descobrindo o mundo do tráfico junto com o público. E, ao lado dela, temos Precious também passando por experiências desagradáveis e entendendo cada vez mais a dureza do ambiente em que foi parar. Além disso, ambas estão lá pelo mesmo motivo: uma tentativa desesperada de sustentar suas famílias na Nigéria.

Ambas as atrizes são estreantes, o que nos exige um olhar menos duro sobre as atuações. Mesmo assim, são muito competentes e conseguimos de fato nos conectarmos a elas. Dessa forma, cada momento de violência, repulsa, desespero e saudade fica mais intenso.

Direção e fotografia de Joy

A direção de Sudabeh nos guia com a câmera de forma lenta. Isso porque acontece como uma escavação. Ela vai desenterrando aos poucos os podres que o longa deseja apresentar. A montagem das cenas também casa com a proposta da narrativa.

Veja Também!  Resenha | Em Defesa de Jacob - 1ª Temporada (Original Apple TV+)

A fotografia é como deveria ser. Fria, sem vida e sem muito esforço para deixar a imagem parecida com algo que ela não é. Portanto, a captação da mensagem que o longa passa é exatamente essa.

Cenografia e figurinos

Por fim, a cenografia nos leva pelos cantos mais cruéis da Áustria. Por outro lado, os figurinos deixam explícitas as objetificações pelo qual essas mulheres passam. Dessa forma, elas usam maquiagens e roupas exageradas para se mostrarem como um produto a ser consumido.

E então, o que você achou de Joy? Conta pra gente nos comentários!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Veja Também!  Ficha Técnica | Filme Consultas Íntimas 4 (1998)

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.