Kadaver é o mais novo filme de terror da Netflix. Ele chegou ao catálogo hoje e é uma produção norueguesa. Assemelhando-se a O Poço em termos de critica social, ele traz pouco mais de uma hora de duração e Gitte Witt, Thomas Gullestad e Tuva Olivia Remman como protagonistas.

Enredo de Kadaver

Kadaver

O filme se passa em um mundo onde um desastre nuclear atingiu a região em que Leonora (Gitte Witt), Jacob (Thomas Gullestad) e sua filha Alice (Tuva Olivia Remman) moram. Com tamanho desastre, a população da região está literalmente morrendo de fome.

E é quando o diretor de um hotel local aparece para trazer um pouco de esperança aos mais necessitados. Portanto, Mathias (Thorbjørn Harr) convida as pessoas da região para uma peça no local com refeição garantida. Por fim, já no local e após terem jantado, a peça começa e os convidados descobrem que a peça acontece em todo o hotel, precisando se espalhar para descobrir a trama.

Kadaver

No entanto, quando o grupo começa a se dispersar demais e Alice acaba sumindo do campo de visão de sua mãe, as coisas ficam estranhas. Dessa forma, Leonora passa a buscar incansavelmente por sua filha e descobre a verdadeira intenção de Mathias em trazer o povo da região para conhecer o hotel.

É um filme que traz uma enorme crítica social, demonstrando como de fato as pessoas em camadas sociais mais altas literalmente usam de seu poder para consumir as pessoas de camadas sociais mais baixas. E é bem interessante ver como isso é inserido na narrativa. Entretanto, sinto que o ritmo acaba ficando prejudicado em alguns pontos, o que faz com que a atenção seja facilmente perdida.

Elenco e Personagens

Kadaver

O filme traz o trio como principal, mas quem brilha mesmo e nos conduz pela agonizante hora inteira de enredo é Gitte Witt com sua Leonora. Ela definitivamente é uma mãe muito determinada. E foi justamente a vontade de achar Alice que manteve forte durante a história.

Mas Thomas Gullestad também trouxe uma ótima atuação, conseguindo enganar até os espectadores em uma cena em específico.

Direção e Fotografia de Kadaver

Um ponto que me incomodou bastante foi a fotografia muito escura. No entanto, gostei bastante do contraste entre as cores predominantemente quentes dentro do hotel e com as cores frias e o aspecto cinzento que é mostrado no mundo fora do hotel.

A direção pecou um pouco com a questão do ritmo, mas a montagem das cenas e os planos sequência foram muito bem feitos. Além disso, a direção de elenco também foi uma parte muito forte.

Cenografia e Figurinos

Por fim, a cenografia traz todos os ambientes possíveis do hotel, que não são muito diferentes de um hotel normal. Já os figurinos mostram as diferenças entre as classes sociais do local.

E então, o que você achou de Kadaver? Conta pra gente nos comentários!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.