Kevin Hart voltou à Netflix com um especial um pouco fora de sua zona de conforto. Ao invés do stand-up, o comediante traz ao público uma narrativa em formato narrativo para falar sobre grandes nomes negros da história americana. Seguindo a linha de John Leguizamo em América Latina para Imbecis, que provavelmente seguiu a linha de Histórias de Ninar Para Garotas Rebeldes, livro escrito por Elena Favilli e Francesca Cavallo, Heart busca trazer luz a personagens apagados ou pouco mencionados nos livros de história.

O comediante é atualmente o mais bem-sucedido do cenário mundial, tendo lotado o Madison Square Garden, feito que poucos possuem no portfólio. O dispositivo utilizado no especial é divertido, Kevin conta a sua filha Riley (interpretada por Saniyya Sidney) sobre a história dos negros nos Estados Unidos após a filha assistir Doze Anos de Escravidão. Ambos são muito carismáticos e conseguem entregar a conversa com naturalidade. As esquetes são bem produzidas com um humor bem colocado e que não enfraquece os grandes feitos apresentados. E claro, não poderia ser uma obra de Hart se não ouvessem, infelizmente, piadas sobre altura.

Veja Também!  Onde Assistir | Série Love Alarm online

As histórias são de fato cativantes e o modo com que elas são intercaladas com as reações de Riley e os comentários de Hart são muito bem colocados, tornando o especial muito mais que uma simples aula de história. Os personagens possuem narrativas de vida únicas e feitos realmente grandiosos, que vão desde a época da escravidão até os tempos mais comptemporâneos, e tornam cada parte do especial única em sua própria maneira. A estrutura tem uma proposição pouco combativa, buscando uma abordagem mais pacificadora, ao contrário do que foi, por exemplo, Trigger Warning: With Killer Mike. Esse tipo de formato, no entanto, se apresenta de maneira didática e consegue prender com bastante competência a atenção do público.

Veja Também!  Ficha Técnica | Indústria Americana (Original Netflix)

No geral, Kevin Hart apresentou um conteúdo bem-feito, com boas piadas, e com um objetivo final importante. E conseguiu o fazer sem cair em clichês ou no didatismo monótono e pouco engajante. O filme é uma boa pedida para todas as idades e consegue entregar com muita eficiência o que propõe. Em uma época de divisões ideológicas tão fortes no mundo inteiro é importante que tais obras ganhem visibilidade e espaço, principalmente em plataformas como a Netflix.

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.