Klaus é um filme natalino de comédia e aventura, pré-lançado em alguns cinemas em 8 de novembro de 2019 e, em 15 de novembro, adicionado ao catálogo da Netflix. Com 96 minutos de duração, o filme é livre para todos os públicos.

Sobre o Enredo

Jesper nasceu em berço de ouro e só quer saber da vida boa, negligenciando seu trabalho na agência de correios. Desapontado com o comportamento do filho, seu pai o envia a uma ilhazinha pacata com a missão de assinar o envio de 6 mil cartas em um ano — se o fizer, poderá voltar para cidade grande.

O problema é que em Smeerenburg as pessoas não se dão bem: há uma grande disputa entre os dois clãs que abrigam a cidade, e eles mal se comunicam entre si, muito menos enviam cartas. Qual será o seu plano para mudar essa situação?

Veja Também!  Resenha | Namorado de Natal - 1ª Temporada (Original Netflix)

Elenco e Personagens

Tudo será desenvolvido por meio do contato entre os três personagens principais: Jesper, um carteiro egoísta, Alva, a professora desiludida, e Klaus, um artesão de brinquedos aposentado. As personalidades são distintas, mas juntos poderão dar a Smeerenburg um novo significado para o Natal.

A dublagem original dos personagens é feita por Jason Schwartzman, J.K. Simmons e Rashida Jones. No Brasil, as vozes principais ficam sob responsabilidade de Rodrigo Santoro, Daniel Boaventura e Fernanda Vasconcellos, grandes nomes do cinema nacional.

Resenha | Klaus (Original Netflix)

Direção e Fotografia

A direção é um trabalho de Sergio Pablos, já conhecido por trabalhar nos bastidores de filmes como Meu Malvado Favorito (2010), Minions (2015) e Pé Pequeno (2018), duas vezes indicado ao Annie Awards, o Oscar da Animação.

O traço é muito moderno, tridimensional e com caracterizações diferenciadas que dão total valor ao visual do filme, com personagens menos realistas, mas ainda bonitos. A animação em si é bem fluída, sem as “travadas” que algumas obras possuem.

Veja Também!  Resenha | Apocalipse V - 1ª temporada (Original Netflix)

Tudo é elaborado em uma paleta de cores muito bela, na qual tons de azul e verde se destacam do laranja/marrom usual, que por sua vez também chama atenção em meio ao branco da neve e gelo do ambiente, abrindo espaço para o vermelho de Klaus, que brilha imensamente — mas não mais que a linda e expressiva Alva, cujo sorriso ilumina o filme. 

Cenografia e Figurinos

A ambientação é muito bem trabalhada ao decorrer do filme, com a cidadezinha destruída lentamente de transformando em um local acolhedor, à medida que a magia do natal floresce.

As roupas dos personagens não são exatamente estilosas, mas combinam perfeitamente com o ambiente e suas personalidades, trabalhando ainda a paleta de cores do filme de modo que tenham destaque em meio aos cenários.

Veja Também!  Resenha | Namorado de Natal - 1ª Temporada (Original Netflix)

Resenha | Klaus (Original Netflix)

Sobre a Temática do Filme

O Natal como conhecemos é lentamente construído ao longo do filme, e uma das graças de assisti-lo é ficar caçando informações e referências às festas.

O filme não aborda o lado religioso do Natal, como o nascimento de Jesus — afinal, é uma história sobre o Papai Noel. Dessa forma, o longa se aproxima mais de uma visão capitalista do Natal, colocando o Correios e a entrega de presentes como a temática principal.

Mas nem por isso deixa os bons valores de lado, abordando questões como bom comportamento infantil e um respeito ao próximo que passa também para o nível dos adultos. Essa, sim, é a mensagem do Natal e do filme: boas ações.

E você, o que achou do filme? Deixe seu comentário!

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.